Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Biblioteca da Daniela

A Biblioteca da Daniela

Divulgação: Halo, de Alexandra Adornetto

30.06.13, Daniela S.

Sinopse retirada do site da Fnac: Três anjos - Gabriel, o guerreiro; Ivy, a curandeira; e Bethany, a mais jovem e humana de todos - são enviados para levar o Bem a um mundo que sucumbe ao poder das trevas.
Esforçam-se por esconder o brilho luminoso que os envolve, os poderes sobre-humanos que detêm e, representando o maior dos perigos, as asas, ao mesmo tempo que evitam qualquer tipo de relação com os humanos.
As Bethany conhece Xavier Woods e ambos se revelam incapazes de resistir à atração que sentem um pelo outro. Gabriel e Ivy tentam tudo para impedir aquela relação, mas o sentimento que une Xavier e Bethany é demasiado forte.
A missão dos anjos é urgente e as forças das trevas são ameaçadoras. Irá o amor lançar Bethany na perdição ou salvá-la?

P.S- Tem continuação.

Divulgação: Raptada, de Lauren DeStefano

29.06.13, Daniela S.

Sinopse retirada do site da Fnac: Graças à ciência moderna, todos os recém-nascidos são bombas-relógio genéticas - os homens só vivem até aos vinte e cinco anos e as mulheres até aos vinte. Neste cenário desolador, as raparigas são raptadas e forçadas a casamentos polígamos para que a raça humana não desapareça. Levada pelos Colectores para se casar à força, Rhine Ellery, uma rapariga de dezasseis anos entra num mundo de riqueza e privilégio. Apesar do amor genuíno do marido Linden e da amizade relativa das suas irmãs-esposas, Rhine só pensa numa coisa: fugir, encontrar o irmão gémeo e voltar para casa.
Mas a liberdade não é o único problema. O excêntrico pai de Linden está decidido a encontrar um antídoto para o vírus genético que está prestes a levar-lhe o filho e usa cadáveres nas suas experiências. Com a ajuda de um criado, Gabriel, pelo qual se sente perigosamente atraída, Rhine tenta fugir no limitado tempo que lhe resta.

P.S- Tem continuação.

Divulgação: Graceling- O Dom de Katsa, de Kristin Cashore

28.06.13, Daniela S.


Sinopse retirada do site da Bertrand: No universo dos Sete Reinos. Katsa é uma Graceling, um ser raro com um Dom extraordinário: desde os oito anos que é capaz de matar sem recurso a qualquer arma. O rei de Middluns, tio de Katsa, força a sobrinha órfã a usar o dom ao seu serviço, encarregando-a de matar todos os que lhe criem obstáculos.Temida pela corte e rejeitada pelos jovens da sua idade, Katsa sente que o seu dom obscuro lhe ensombra a vida.Quando o pai do rei de Lienídia é raptado, Katsa não resiste a investigar o mistério de quem quereria matar o velho homem.

P.S- Tem continuação.

Excertos de Juntos ao Luar

27.06.13, Daniela S.
"Mas conheci-a; é isso que torna a minha vida actual tão estranha. Apaixonei-me por ela enquanto estávamos juntos, e depois apaixonei-me mais profundamente durante os anos em que estivemos separados. A nossa história tem três partes: um princípio, um meio e um final. E apesar de ser assim que todas as histórias se desenrolam, ainda me custa a crer que a nossa não tenha continuado para sempre.
Reflicto nestas coisas e, como sempre, o tempo que passámos juntos volta-me à memória. Dou por mim a recordar como tudo começou, pois agora estas recordações são tudo o que me resta."


" A nossa relação(...)começava a parecer-se com o movimento giratório do pião duma criança. Quando estávamos juntos, tínhamos o poder de o manter a rodopiar, e daí resultava beleza, magia, bem como uma sensação quase infantil de maravilha; quando nos separávamos, o movimento começava inevitavelmente a abrandar.

Tornávamo-nos hesitantes e instáveis, e eu sabia que tinha de descobrir uma maneira que nos impedisse de oscilar e cair"


“O Tim mostrou-me que o amor significa preocuparmo-nos mais com a felicidade da outra pessoa que com a nossa própria felicidade, por muito dolorosas que as opções com que nos deparemos sejam.”


"Observo-a a contemplar a lua cheia, a sentir a corrente de emoções que ela desencadeou e a desejar apenas dizer-lhe que me encontro aqui. Porém, ao invés, deixo-me ficar onde estou e dirijo também o olhar para a Lua. E, por um breve instante, quase tenho a sensação de que estamos novamente juntos."











Opinião: Juntos ao Luar, de Nicholas Sparks

27.06.13, Daniela S.
Estou a ler

Resumo presente na contracapa do livro: Quando pela primeira vez contemplam juntos a noite de lua cheia, John e Savannah sentem a força inequívoca de um amor nascente invadir-lhes os corações jovens e expectantes. Mas a realidade não tarda a impor-se, precipitando uma vaga de acontecimentos que os coloca perante encruzilhadas de vida brutais. As longas separações e o peso quase insuportável da saudade impelem Savannah a tomar uma decisão difícil que irá mudar os seus destinos para sempre… No entanto, será a John que caberá a mais amarga de todas as decisões, aquela que ditará os seus futuros de uma forma irrevogável. Mas por mais dolorosa que seja, a escolha certa torna-se sempre nítida quando sabemos o que significa amar verdadeiramente alguém… Um romance soberbo, que nos traz Nicholas Sparks no seu melhor.

Opinião: Decidi publicar como resumo aquele que se encontra na contracapa do livro, uma vez que foi o resumo ( e também o filme) que me cativou à compra deste livro.
Bem, gostei muito da história. Gostei do facto de a situação me parecer muito real, já que é algo que ocorre muito nos nossos dias: o amor à distância. Mas o livro não retrata apenas esse problema atual. Também aborda assuntos como o autismo e a síndrome de Asperger, que foram bem retratados, pois foram abordados de uma forma simples, mas sendo possível ficar com uma certa ideia de ambos os assuntos.

Gostei da mensagem retratada no livro. Que por vezes percebemos que o amor é quando importamos mais com a felicidade da outra pessoa do que com a nossa própria felicidade. Gostei de, por um lado, não ter havido um final feliz para o John. Claro que também queria que ele fosse feliz com Savannah, mas uma parte de mim dizia que a distância entre eles foi algo bom para ambos, para perceberem que há mais na vida para fazer, ou para conhecer ,ou algo do género. Não sei, parece ser uma estupidez, mas é o que eu penso. Mas também se deve pensar que esses dias que eles tiveram juntos, foram belíssimos dias de aventuras boas e más, onde aprenderam a seguirem em frente. Onde aprenderam que o destino é algo muito pouco previsível.

Contudo, há algo que me perturba, isto é, a excessividade de personalidades genuínas. Quero dizer com isto que achei que as personagens deste livro foram demasiado "mansas" ou algo assim, não sei, porque o que me cativou mais no livro foi a situação em si, e não as personalidades das personagens. Talvez haja algo de errado comigo, não sei, mas achei que, por exemplo, no final, o John até podia ter mostrado o que realmente sentia, mas estava sempre fechado em relação ao mundo, ou seja, que se importava somente com o que a Savannah sentia e não com os seus sentimentos. Talvez esteja a ser um pouco contraditória, uma vez que gostei da mensagem final em relação à felicidade do outro e tudo isso, mas penso que John devia ter mostrado um pouco mais de si, também devia ter sido egoísta. Além disso, John sempre mostrou a Savannah e o seu amigo Tim como sendo pessoas exageradamente perfeitas, se bem que depois a minha opinião quanto à Savannah foi alterando ao longo da leitura, uma vez que não é assim tão perfeita como aparenta ser. Não pretendo dizer que não gosto das personagens. Pretendo indicar que, para mim, foram um pouco "fracas" e que deviam ter sido mais complexas, que foi algo que não achei. Aliás, a personagem mais complexa aqui, pelo o que eu acho, é o pai de John.

Concluindo, não quero dizer que o leitor, ao ler esta obra, não irá ficar ligado com as personagens. Pelo contrário, irá gostar delas aos poucos que até vai sentir uma compaixão tão grande em ajudá-las a ultrapassar os momentos difíceis ee também irá sorrir e deitar uma lágrima no meio de todas estas situações.

Assim, pretendo concluir que aconselho muito a leitura deste livro, é um livro muito bom, e claro, tentarei ler mais livros deste autor fabuloso que, no final, tem sempre algo para nos transmitir e para nos ensinar.

Classificação: 4/5 estrelas





Divulgação: Alera- A Princesa Herdeira

27.06.13, Daniela S.

Sinopse retirada do site da Fnac: Alera - A Princesa Herdeira é um lindo conto de fadas com príncipes, princesas, amor, dever, inimigos, intrigas, profecia e todo um universo que nos prende.
Primeiro volume de uma trilogia, ALERA – A Princesa Herdeira é a extraordinária estreia literária de uma jovem escritora que, através de uma edição de autor e do passa a palavra, já conquistou milhares de leitores em todo o mundo. Uma história única, romântica, cheia de aventura, paixão e intriga num cenário de fantasia clássica. Uma violenta rivalidade entre dois reinos ameaça evoluir para um estado de guerra. No meio deste conflito, uma princesa voluntariosa encontra-se dividida entre o dever e o desejo. Obrigada a casar com o homem que o pai escolheu para lhe suceder no trono, a jovem princesa Alera de Hytanica vê-se forçada a enveredar pelo pior dos destinos, o casamento com o arrogante e colérico Steldor. Quando o misterioso e sedutor Narian chega a Hytanica, vindo do território inimigo trazendo segredos e noções inconcebíveis acerca do papel das mulheres na sociedade, os desejos de Alera põem em causa o futuro do reino. A descoberta do terrível passado de Narian mergulha Alera num mundo obscuro de intrigas palacianas e conflitos pretéritos, a ponto de não saber em que acreditar, nem em quem confiar.

Divulgação: Cinder, de Marissa Meyer

27.06.13, Daniela S.

Sinopse retirada do site da Fnac: Com dezasseis anos, Cinder é considerada pela sociedade como um erro tecnológico. Para a madrasta, é um fardo. No entanto, ser cyborg também tem algumas vantagens: as suas ligações cerebrais conferem-lhe uma prodigiosa capacidade para reparar aparelhos (autómatos, planadores, as suas partes defeituosas) e fazem dela a melhor especialista em mecânica de Nova Pequim. É esta reputação que leva o príncipe Kai a abordá-la na oficina onde trabalha, para que lhe repare um andróide antes do baile anual.
Em tom de gracejo, o príncipe diz tratar-se de «um caso de segurança nacional», mas Cinder desconfia que o assunto é mais sério do que dá a entender.
Ansiosa por impressionar o príncipe, as intenções de Cinder são transtornadas quando a irmã mais nova, e sua única amiga humana, é contagiada pela peste fatal que há uma década devasta a Terra. A madrasta de Cinder atribui-lhe a culpa da doença da filha e oferece o corpo da enteada como cobaia para as investigações clínicas relacionadas com a praga, uma «honra» à qual ninguém até então sobreviveu. Mas os cientistas não tardam a descobrir que a nova cobaia apresenta características que a tornam única. Uma particularidade pela qual há quem esteja disposto a matar.

P.S- Não tenho a certeza, mas penso que tem continuação, mas não há em português.

Divulgação: A Noite de Todas as Almas, de Deborah Harkness

26.06.13, Daniela S.

Sinopse retirada do site da Fnac: Num final de tarde de Setembro, quando a famosa historiadora de Yale, Diana Bishop, abre casualmente um misterioso manuscrito medieval alquímico há muito desaparecido, o submundo mágico de Oxford desperta. Vampiros, bruxas e demónios farão tudo para possuir o manuscrito que se crê conter poderes desconhecidos e pistas misteriosas sobre o passado e o futuro dos humanos e do mundo fantástico.
Diana vê a sua pacata vida de investigadora invadida por um passado que sempre tentou esquecer: ela é a última descendente da família Bishop, uma longa e distinta linhagem de bruxas de Salem, marcada pela morte misteriosa dos pais quando era criança. E do meio do turbilhão de criaturas mágicas despertadas pela redescoberta do manuscrito surge Matthew Clairmont, um vampiro geneticista de 1500 anos de idade, apaixonado por Darwin. Juntos vão tentar desvendar os segredos do manuscrito e impedir que caia em mãos erradas. Mas a paixão que cresce entre ambos ameaça o frágil pacto de paz que existe há séculos entre humanos e criaturas fantásticas... e o mundo de Diana nunca mais voltará a ser o mesmo... Uma história arrebatadora que mistura História, magia, aventura e romance. Para os leitores de Dan Brown, J.K. Rowling, Stephenie Meyer e Elizabeth Kostova.

P.S- Penso que tem continuação.

Divulgação: Marcada, de P.C. Cast e Kristin Cast

25.06.13, Daniela S.

Sinopse retirada do site da Bertrand: Zoey Redbird tem 16 anos e vive num mundo igual ao nosso, com uma única excepção: os vampyros não só existem como são tolerados. Os humanos que os vampyros "marcam" como especiais entram na Casa da Noite, uma escola onde se vão transformar em vampyros ou, se o corpo o rejeitar, morrer.

Para Zoey, apesar do medo inicial, ser marcada é uma verdadeira bênção. É que ela nunca encaixou no mundo normal e sempre sentiu que estava destinada a algo mais. Mas mesmo na nova escola a jovem sente-se diferente dos outros: é que a marca que a Deusa Nyx lhe fez é especial, mostrando que os seus poderes são muito fortes para alguém tão jovem.

Na Escola da Noite, Zoey acaba por encontrar amizade e amor, mas também mentira e inveja. Afinal, nem tudo está bem no mundo dos vampyros e os problemas que pensava ter deixado para trás não se comparam aos desafios que tem pela frente.


P.S- Tem continuação.

Pág. 1/5