Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Biblioteca da Daniela

A Biblioteca da Daniela

E recebi este livro hoje!

31.07.13, Daniela S.
FINALMENTE!!!! Estou mesmo entusiasmada por ler este livro!!! **



Sinopse retirada do site da Bertrand: Quando Eddard Stark, lorde do castelo de Winterfell, recebe a visita do velho amigo, o rei Robert Baratheon, está longe de adivinhar que a sua vida, e a da sua família, está prestes a entrar numa espiral de tragédia, conspiração e morte. Durante a estadia, o rei convida Eddard a mudar-se para a corte e a assumir a prestigiada posição de Mão do Rei. Este aceita, mas apenas porque desconfia que o anterior detentor desse título foi envenenado pela própria rainha: uma cruel manipuladora do clã Lannister. Assim, perto do rei, Eddard tem esperança de o proteger da rainha. Mas ter os Lannister como inimigos é fatal: a ambição dessa família não tem limites e o rei corre um perigo muito maior do que Eddard temia! Sozinho na corte, Eddard também se apercebe que a sua vida nada vale. E até a sua família, longe no norte, pode estar em perigo. 
Uma galeria de personagens brilhantes dá vida a esta saga: o anão Tyrion, ovelha negra do clã Lannister; Jon Snow, bastardo de Eddard Stark que decide juntar-se à Patrulha da Noite, e a princesa Daenerys Targaryen, da dinastia que reinou antes de Robert, que pretende ressuscitar os dragões do passado para recuperar o trono, custe o que custar.

Divulgação: Departamento 19, de Will Hill

31.07.13, Daniela S.
Parece ser um livro muito interessante!!


Sinopse retirada do site da Bertrand: Jamie Carpenter tem 16 anos e perdeu o pai há pouco tempo. No mesmo dia em que descobre que a sua mãe foi raptada por um vampiro, é salvo por uma criatura gigante que diz chamar-se Frankenstein e que o leva para o Departamento 19, a agência supersecreta do governo. Conhecida também por Luz Negra, esta agência foi fundada há mais de um século por Van Helsing e outros sobreviventes de Drácula para combater as forças do sobrenatural. Com a ajuda da agência, de Frankenstein e de uma jovem vampira por quem se apaixona, Jamie vai fazer tudo para salvar a sua mãe, mesmo sabendo que terá de enfrentar um exército de vampiros sedentos de violência, sangue e destruição.

P.S- Tem continuação, mas não está traduzida em português.


CRÍTICAS DE IMPRENSA
«Finalmente há sangue novo no mundo dos vampiros»
Revista SFX

«Uma história original, envolvente e cheia de ação!»
The Sun

«Bram Stoker já pode descansar em paz: o seu legado no século XXI ultrapassou a série Twilight.»
The Telegraph

«Will Hill alcança um êxito imediato nesta explosiva estreia literária. Cada capítulo é de cortar a respiração e obriga-nos a ler o próximo. Um livro que nos faz sentir a adrenalina típica do cinema.»
Publishers Weekly

E ontem comprei....

29.07.13, Daniela S.
Estou ansiosa por ler este livro! Depois de ler Maze Runner (livro que estou a adorar **), irei começar este!


Sinopse retirada do site da Bertrand: REGRA # 3: 

Não olhar para fadas invisíveis.
Desde que nasceu, Aislinn sempre viu fadas. Poderosas e perigosas, elas caminham ocultas entre os mortais. Aislinn tenta passar despercebida pois estes seres não gostam de ser descobertos e costumam castigar com crueldade as pessoas que detectam a sua presença. REGRA # 2: 

Não falar com fadas invisíveis.
Agora as fadas perseguem Aislinn. O rei das fadas Keenan, aterrorizante e sedutor, tenta cativar Aislinn, fazendo perguntas que ela tem medo de responder. REGRA # 1: 

Nunca chamar a atenção delas.
Agora é tarde demais… Keenan, o Rei do Verão anda numa busca incansável pela sua rainha há nove séculos e está determinado a converter Aislinn na sua rainha a qualquer custo. 

Quando as regras secretas que sempre a tinham protegido deixam de funcionar, de repente está tudo em risco: a sua liberdade; o seu melhor amigo, Seth; a sua vida; tudo. Intrigas sobrenaturais, amores mortais, e confrontos entre reis antigos e expectativas modernas cruzam-se no enredo deste espantoso conto de fadas que Melissa Marr imaginou para o século vinte e um.


P.S- Tem continuação

Opinião: Dragões de um Crepúsculo de Outono (As Crónicas de Dragonlace)

27.07.13, Daniela S.


Sinopse retirada do site da Bertrand: Anos após terem optado por seguir caminhos diferentes, um grupo de companheiros reencontra-se na sua terra natal apenas para descobrir que o mundo de Krynn mudou. Rumores de guerra e sombras dominam as conversas de estalagem e monstros e criaturas míticas que só existiam em lendas voltaram a ser avistados. E nenhum companheiro se atreve a confidenciar os segredos que oculta no coração e que descobriu em viagens cheias de perigo.

Até ao dia em que um encontro ocasional com uma bela mulher, que detém em seu poder um bastão de cristal, arrasta os companheiros para o caos e muda as suas vidas para sempre. Ninguém esperava que se revelassem heróis. Muito menos eles. Mas conseguirão arranjar a força, honra e coragem para enfrentar os Deuses da Luz e Trevas no momento em que a Guerra da Lança está prestes a começar?




Opinião: Nunca tinha lido livros deste género, ou seja, que envolve-se muitos dragões, anões,  elfos e coisas do fantástico. Por isso, adorei ter lido este livro.
Para além de ter uma escrita fluida, simples e muito descritiva, este livro é muito cinematográfico, isto é, a descrição está tão bem feita que é possível visualizarmos muito bem os espaços e as personagens caracterizadas pelo autor. 
Por falar em personagens, gostei de todas elas, cada uma defendendo os seus princípios e objetivos e, ainda assim, serem pessoas altruístas e prontas para ajudar os outros.
Fiquei impressionada com as personagens femininas, já que neste livro as personagens masculinas são as mais apreciadas e valorizadas, uma vez que são aqueles que lutam e tudo mais. Mas gostei das mulheres, pelo facto de serem convictas face ao problema dos homens e quererem resolver os problemas com eles.

Assim, gostei da experiência que tive com este livro, apesar de ter demorado algum tempo para o ler. Mas isso deveu-se aos planos que tive ao longo destes dias.

Eu não tenho muito a dizer, a não ser que gostei muito de ler este livro e pretendo continuar ler esta coleção. Está muito bem escrito e o que mais apreciei foi a descrição presente ao longo do livro. Contudo, houve momentos que achei que a descrição era muito excessiva e, talvez, dispensável em alguns casos.

Concluindo, aconselho vivamente a leitura deste livro, e espero ler os livros seguintes.

Classificação: 4/5 estrelas

Divulgações: Crónicas das Runas

26.07.13, Daniela S.


Sinopse retirada do site da Bertrand: Maddy Smith nasceu com uma marca que ditou o seu destino. A runa inscrita na sua pele é um símbolo dos Antigos Deuses, uma marca mágica. E perigosa. Na pequena aldeia onde vive todos a receiam e excluem. Mas Maddy não renega a sua sorte. Pelo contrário, ela adora magia. Mesmo que isso a condene à solidão. Quinhentos anos passaram desde Ragnarók - o flagelo que marcou o Fim dos Tempos -, e a Nova Ordem impôs regras que ditam o aniquilamento do Caos, da Magia, dos Sonhos e da Imaginação. À medida que os seus feitiços ficam cada vez mais fortes, Maddy sabe que será apenas uma questão de tempo até os Examinadores da Ordem a identificarem e perseguirem. E tempo é algo que o Mundo não tem… agora que a ameaça de destruição é cada vez mais real. Isolada, Maddy pode apenas contar com o ancião seu mentor, que lhe dá a conhecer as lendas nórdicas, com os seus deuses e criaturas maravilhosas. Invisível para a maioria das pessoas, este Mundo Subterrâneo encerra a chave do seu passado. Dela depende o destino do Mundo, mais uma vez…

Já agora, deixo também o segundo livro.

Sinopse retirada do site da Wook: Três anos após o Fim do Mundo, o silêncio reina ainda nas Catacumbas… Após a queda da Ordem, o mundo está a voltar lentamente à vida. Maddy sente-se finalmente em paz, agora que está livre das regras brutais da organização. Mas para Maggie, nascida e criada no seio da Ordem, este é um tempo de caos e desolação. Maddy e Maggie vivem a mil quilómetros de distância uma da outra mas têm uma coisa em comum: ambas nasceram com a marca das runas na pele. Um símbolo que remonta ao tempo em que o mundo era governado por deuses que habitavam Asgard. Asgard está agora em ruínas, e o poder dos deuses foi há muito destruído. Pelo menos, é o que todos pensam… Mas nada se perde para sempre. Os deuses ainda não desistiram. Eles cobiçam o poder das runas que as duas jovens detêm. Maddy e Maggie rapidamente se veem envolvidas numa luta sem tréguas que as aproximará uma da outra e na qual os seus limites serão postos à prova e as suas lealdades testadas ao limite. MAIS UMA APAIXONANTE VIAGEM AO CORAÇÃO DAS LENDAS NÓRDICAS.

Divulgação: O Homem Pintado, de Peter V. Brett

25.07.13, Daniela S.


Sinopse retirada do site da Bertrand: Num mundo povoado por demónios que dominam a noite, forçando os seres humanos a esconderem-se atrás de guardas mágicas à espera que o sol nasça, o jovem Arlen assiste ao massacre da sua família por causa da cobardia do pai. A partir desse momento tudo muda e Arlen parte numa viagem de descoberta que o levará a percorrer o mundo e a conhecer Leesha e Roger. Os três são a última esperança da humanidade na luta contra os demónios. Só que por vezes os demónios mais difíceis de vencer são os que trazemos dentro de nós. Juntos estes três jovens oferecem à humanidade uma última e fugaz hipótese de sobrevivência. Para aqueles que procuram o novo grande nome da fantasia a espera terminou. Ele é Peter V. Brett. Comparável a muitos mas diferente de todos, oferece-nos uma história brilhante que nos prende da primeira à última página. Dizer que é uma obra magistral é pouco para descrever a história épica da luta de Arlen, Leesha e Roger para salvar uma humanidade condenada a viver num medo permanente da noite e dos demónios que ela encerra.

P.S- Tem continuação.

Divulgação: Desejo Insaciável, de Kresley Cole

25.07.13, Daniela S.

Sinopse retirada do site da Bertrand: Um guerreiro mítico que tudo enfrentará para a possuir… 
Depois de sofrer anos de tortura às mãos da horda vampírica, Lachlain MacRieve, líder do clã de lobisomens, está furioso. Ele descobriu que a companheira, que lhe estava predestinada e pela qual esperou um milénio, é uma vampira. Ou meia vampira. Emmaline é pequena, etérea, meio valquíria, meio vampira, mas de certo modo acalma a fúria que arde dentro dele. 

Uma vampira enredada na sua mais selvagem fantasia… 
Emmaline Troy sempre foi protegida e, finalmente, partiu à descoberta da verdade sobre os pais, até que um poderoso lobisomem a reclama como companheira, forçando-a a regressar com ele ao seu castelo na Escócia. Lá, o medo face ao seu raptor e aos seus obscuros desejos cedem lentamente perante uma corte sedutora que a fará aperceber-se dos seus anseios mais secretos. 

Um desejo que tudo consome… 
~ Mas um mal antigo do seu passado reaparece… Será que o seu desejo consegue levar um guerreiro orgulhoso a render-se e a transformar uma criatura gentil e frágil na guerreira que ela nasceu para ser?

Divulgação: Imortal, de Gillian Shields

23.07.13, Daniela S.

Sinopse retirada do site da Bertrand: Entre o sobrenatural e a história de amor, Imortal é um romance intenso e perturbador que entrelaça passado e presente, amor e amizade, forças sobrenaturais e criaturas extraordinárias. O colégio de Wyldcliffe Abbey para Raparigas, a nova escola da protagonista da história, Evie, é o local onde tudo acontece: a paixão por Sebastian, as visões fantasmagóricas e angélicas de uma rapariga estranha, o vislumbre de fragmentos de um passado que desconhece a experiência do primeiro amor. 
Intercalando o dia-a-dia de Evie no exigente colégio e as entradas de um diário antigo, Imortal transporta o leitor para dois mundos aparentemente distintos, mas muito próximos. 
Os leitores de Imortal confessaram que a história os agarrou desde as primeiras páginas. Estarão os leitores portugueses de acordo?


P.S- Tem continuação.

Divulgação: A Mulher do Viajante do Tempo, de Audrey Niffenegger

22.07.13, Daniela S.


Sinopse retirada do site da Bertrand: Audrey Niffenegger estreia-se na ficção com um primeiro romance absolutamente prodigioso. Revelando uma concepção inovadora do fenómeno da viagem temporal, cria um enredo intrigante e arrebatador, que alia com magistralidade a riqueza emocional a um apurado sentido do suspense. Este livro é, antes de mais, uma celebração do poder do amor sobre a tirania inflexível do tempo. Para Henry, essa inexorabilidade assume contornos estranhamente inusitados: ele é prisioneiro do tempo, mas não como o comum dos mortais. Cronos preparou-lhe uma armadilha caprichosa que o faz viajar a seu bel-prazer, para uma data e um local inesperados, onde aparece completamente desprovido de roupa ou de outros bens materiais. A Clare, sua mulher e seu grande amor, resta o papel de Penélope, de uma Penélope eternamente reiterada a cada nova partida de Henry para onde ela não pode segui-lo. Quando Clare e Henry se encontram pela primeira vez, ela é uma jovem estudante de artes plásticas de vinte anos e ele um intrépido bibliotecário de vinte e oito. Clare já o conhecia desde os seis anos… Henry acabava de a conhecer… Estranho?! Poderia parecer, não fosse a mestria de Audrey para tecer os fios do tempo com uma espantosa clareza. Intenso e fascinante, "A Mulher do Viajante no Tempo" é um livro inesquecível pela qualidade das reflexões que provoca, pela sensibilidade com que nos retrata a luta pela sobrevivência do amor no oceano alteroso do tempo. Na orla desse oceano, perscrutando o horizonte, ficará sempre Clare, à espera de um regresso anunciado…

Divulgação: O Hobbit, de J.R.R. Tolkien

21.07.13, Daniela S.

Sinopse retirada do site da Bertrand: O Hobbit é a história das aventuras de um grupo de anões que vão à procura de um tesouro guardado por um terrível dragão. São relutantemente acompanhados por Bilbo Baggins, um hobbit apreciador do conforto e vida calma. Encontros com elfos, gnomos e aranhas gigantes, conversas com o dragão, Smaug, o Magnífico, e a presença involuntária na Batalha dos Cinco Exércitos são algumas das experiências por que Bilbo passará. O Hobbit é não só uma história maravilhosa como o prelúdio a O Senhor dos Anéis.

Pág. 1/4