Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Biblioteca da Daniela

A Biblioteca da Daniela

E hoje comprei...

31.12.13, Daniela S.
Para terminar 2013 em grande, comprei A Cúpula (Livro I), de Stephen King!!! É a minha estreia com este autor tão conhecido :D

Divulgação: Torey Hayden (2)

30.12.13, Daniela S.
E que tal este também?


Sinopse retirada do site da Bertrand: A trabalhar no ensino especial, Torey Hayden, psicóloga e professora, procura devolver afecto às crianças perturbadas psiquicamente. A todas une o mesmo sentimento: problemas na infância que as leva a manifestar comportamentos invulgares e preocupantes, geralmente em consequência de algum tipo de maus-tratos. Com o dom de desbloquear estes sentimentos, Torey Hayden foi chamada por um centro de tratamento para ajudar um rapaz a sair da sua prisão de silêncio. Com 15 anos, Kevin ou Zoo Boy não falava, não mudava de roupa, não tomava banho e escondia-se debaixo de mesas construindo uma jaula com cadeiras dentro da qual se encerrava. A professora trabalhou a leitura com Kevin e passo a passo o rapaz foi recuperando e quebrando o silêncio. Sétimo livro de uma autora que já vendeu 100.000 exemplares em Portugal e se encontra publicada em 20 países.

Divulgação: Torey Hayden (1)

29.12.13, Daniela S.
Já vi livros desta autora à venda no hiper Continente e na Bertrand e parecem ser muito interessantes!
Por exemplo, quero ler este:


Sinopse retirada do site da Bertrand:
Era uma criança de seis anos insociável, violenta, perdida num mundo de raiva e sofrimento... até encontrar uma jovem e brilhante professora. 
Esta é a história verídica e comovente da relação entre uma professora que ensina crianças com dificuldades mentais e emocionais e a sua aluna, Sheila, de seis anos, abandonada por uma mãe adolescente e que até então apenas conheceu um mundo onde foi severamente maltratada e abusada. Relatada pela própria professora, Torey Hayden, é uma história inspiradora, que nos mostra que só uma fé inabalável e um amor sem condições são capazes de chegar ao coração de uma criança aparentemente inacessível. Considerada uma ameaça que nenhum pai nem nenhum professor querem por perto de outras crianças, Sheila dá entrada na sala de Torey, onde ficam as crianças que não se integram noutro lugar. É o princípio de uma relação que irá gerar fortes laços de afecto entre ambas, e o início de uma batalha duramente travada para esta criança desabrochar para uma vida nova de descobertas e alegria. Desde a sua publicaçã o, em 1980, o livro já vendeu 8 500 000 exemplares no Reino Unido e foi traduzido em 27 línguas, tendo sido um bestseller em vários países.

Opinião: Cidades de Papel, de John Green

28.12.13, Daniela S.




Sinopse retirada do site da Bertrand:
Quentin Jacobsen e Margo Roth Spiegelman são vizinhos e amigos de infância, mas há vários anos que não convivem de perto. Agora que se reencontraram, as velhas cumplicidades são reavivadas, e Margot consegue convencer Quentin a segui-la num engenhoso esquema de vingança. Mas Margot, sempre misteriosa, desaparece inesperadamente, deixando a Quentin uma série de elaboradas pistas que ele terá de descodificar se quiser alguma vez voltar a vê-la. Mas quanto mais perto Quentin está de a encontrar, mais se apercebe de que desconhece quem é verdadeiramente a enigmática Margot. Um romance entusiasmante, sobre a liberdade, o amor e o fim da adolescência.


Opinião:
Eu nem acredito no livro que li. Este livro é simplesmente espantoso. Fascinante. Invulgar. Único. Este livro deixou-me esgotada emocionalmente (bem, talvez isso seja um pouco exagerado, mas mexeu comigo!). É um livro cheio de metáforas com grandes significados. É um livro lindíssimo que nos fala de como a vida nos pode parecer tão frágil como o papel, por exemplo. E que  cada um de nós é um ser único e singular. E como o amor nos leva a fazer de tudo e mais alguma coisa. Este livro não representa apenas adolescentes que acabam o secundário e que tentam viver a sua vida. Também representa outras pessoas que também tentam viver a sua vida. E representa as diferenças que há em cada pessoa quanto aos seus objetivos, aos seus sonhos, ao seu rumo de vida.
Como podem ver, eu amei este livro cheio de significados e com uma beleza que deleita a nossa alma. Pelo menos, eu sinto isso. Sinto que este livro foi um enorme baú de surpresas. Este livro é como um avião com vários destinos. Um avião que nos quer mostrar o valor da vida de cada um, as particularidades de cada um e como a vida está cheia de coisas tão belas que acabam por se relacionar com outras coisas feias. Este livro é lindíssimo e inspirador.

Relativamente à sua escrita, adorei. John Green é, realmente, um excelente autor e nota-se que deve ser um homem fantástico com as suas próprias visões acerca do mundo que o rodeia. É uma escrita muito jovial, fresca e que nos faz ler mais e continuar a ler mais. As personagens criadas são complexas, únicas e cativantes. Além disso, adoro os diálogos entre eles. São diálogos muito divertidos, mas as personagens também conseguem ser sérias.
Resumindo, como podem ver, recomendo este livro! Sem dúvida alguma!

Classificação: 5/5 estrelas

Um livro que deveria ser publicado em Portugal

27.12.13, Daniela S.
Já vi muitas críticas positivas deste livro! Além disso, tem um enredo muito interessante e invulgar, não acham?
Bem, deixo aqui a capa da versão brasileira e a sua respetiva sinopse. Também coloco a capa original.


Sinopse:
Juliette não toca alguém a exatamente 264 dias. A última vez que ela o fez, que foi por acidente, foi presa por assassinato. Ninguém sabe por que o toque de Juliette é fatal. Enquanto ela não fere ninguém, ninguém realmente se importa. O mundo está ocupado demais se desmoronando para se importar com uma menina de 17 anos de idade. Doenças estão acabando com a população, a comida é difícil de encontrar, os pássaros não voam mais, e as nuvens são da cor errada. O Restabelecimento disse que seu caminho era a única maneira de consertar as coisas, então eles jogaram Juliette em uma célula. Agora muitas pessoas estão mortas, os sobreviventes estão sussurrando guerra – e o Restabelecimento mudou sua mente. Talvez Juliette é mais do que uma alma torturada de pelúcia em um corpo venenoso. Talvez ela seja exatamente o que precisamos agora. Juliette tem que fazer uma escolha: ser uma arma. Ou ser um guerreiro.

No Natal, recebi...

27.12.13, Daniela S.
Apenas recebi um livro! Como é que isto é possível? :o
Bem, estou a brincar xD. Quer dizer, pelo menos tive um, certo?
O que vale é que recebi dinheiro e acho que tem pessoas que ainda me vão dar ofertas. Rezo para ter mais um livro!
Portanto, o livro que recebi foi este:

Feliz Natal!!!!

23.12.13, Daniela S.
Como não sei se venho amanhã e dia 25, desejo já um Feliz Natal para todos vós! E que tenham muitos livrinhos como prendas!!! ;D

E ontem, a minha mãe comprou....

23.12.13, Daniela S.
Este lindinho!
Pois é, ontem divulguei-o e a minha mãe comprou-o! Como? Bem, ontem fomos comprar uns chocolatinhos ao hiper Continente e, depois, fui à secção dos livros e vi este livro lá a chamar por mim! :D

Divulgação: O Circo dos Sonhos, de Erin Morgenstern

22.12.13, Daniela S.
Já vi várias vezes este livro na Bertrand, mas sempre que ia lá e o via, não o poderia comprar porque queria ser outros livros.
Bem, só sei que quero ler este livro!
O que acham?

Sinopse retirada do site da Bertrand:Um misterioso circo itinerante chega sem aviso e sem ser precedido por anúncios ou publicidade. Um dia, simplesmente aparece. No interior das tendas de lona às listas pretas e brancas vive-se uma experiência absolutamente única e avassaladora. Chama-se Le Cirque des Rêves (O Circo dos Sonhos) e só está aberto à noite.
Mas nos bastidores vive-se uma competição feroz - um duelo entre dois jovens mágicos, Celia e Marco, que foram treinados desde crianças exclusivamente para este fim pelos seus caprichosos mestres. Sem o saberem, este é um jogo onde apenas um pode sobreviver, e o circo não é mais do que o palco de uma incrível batalha de imaginação e determinação. Apesar de tudo, e sem o conseguirem evitar, Celia e Marco mergulham de cabeça no amor - um amor profundo e mágico que faz as luzes tremerem e a divisão aquecer sempre que se aproximam um do outro.
Amor verdadeiro ou não, o jogo tem de continuar e o destino de todos os envolvidos, desde os extraordinários artistas do circo até aos seus mentores, está em causa, assente num equilíbrio tão instável quanto o dos corajosos acrobatas lá no alto.

Escrito numa prosa rica e sedutora, este romance arrebatador é uma dádiva para os sentidos e para o coração. O Circo dos Sonhos é uma obra fascinante que fará com que o mundo real pareça mágico, e o mundo mágico, real.

Pág. 1/3