Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Professora americana decora a sua sala de acordo com o mundo de Harry Potter!


Para iniciar as aulas de uma forma "mágica, a professora Stephanie Stephens, na escola James L. Capps decidiu surpreender os seus alunos do oitavo ano com uma sala decorada com características do mundo de Harry Potter!

Everything a proper wizard needs at their desk.
Podem ver a coruja Hedwig e algumas frases célebres da coleção mais conhecida em todo o mundo.

Tendo como inspiração o primeiro livro da famosa coleção, a professora colocou a tão conhecida placa que indica "Plataforma 9 3/4, um quadro onde estão afixadas as cartas de Hogwarts que o Harry recebeu, bem como um peluche do cão com as três cabeças (o Fluffy!!!) e um espaço dedicado às "Poções"!

Teacher Stephanie Stephens set up a
Será que o professor Snape iria gostar deste espaço?
Com esta decoração, a professora Stephens pretende dar alguma motivação aos alunos. Além disso, também irá dividi-los em equipas diferentes, tal como acontece em Hogwarts (Gryffindor, Slytherin, Ravenclaw e Hufflepuff). Ao separá-los por equipas, as mesmas receberão "pontos" de acordo com o seu comportamento.

Looking for the bathroom? No, that's the door to the train platform!
A famosa Plataforma 9 3/4! 

É caso para dizer, 50 pontos para a professora Stephens! :D 


P.S.1- O artigo original: http://www.usmagazine.com/celebrity-news/news/middle-school-teacher-surprises-students-with-harry-potter-classroom-2015278

[E se...] A Court of Thorns and Roses, de Sarah J. Maas


Já divulguei que a Editorial Presença, através do Twitter, comunicou que irá publicar uma coleção de Sarah J. Maas, Throne of Glass. Em português, o título será Trono de Vidro e a capa é semelhante à da edição britânica, tal como podem ver:

Embedded image permalink
Edição portuguesa chegará às terras lusas no dia 16 de setembro. Fotografia retirada do Twitter da Editorial Presença.
Edição britânica.

Também já tinha comentado que Sarah J. Maas é uma escritora muito acarinhada pelos leitores mais jovens, ou seja, adolescente ou jovens quase adultos. Maas escreve livros de Fantasia que se inserem na categoria dos Jovens-Adultos (Young-Adults, na versão original do termo). Os leitores, de acordo com a sua leitura de Throne of Glass, indicam que a autora tem uma escrita fabulosa e cativante, construiu o seu mundo de uma forma maravilhosa, apresentando personagens reais, interessantes e marcantes. Portanto, não é de admirar que, ao começar uma nova coleção, também inserida na Fantasia, tenha recebido fantásticas críticas. Deste modo... E se A Court of Thorns and Roses fosse publicado em Portugal?


A versão de capa dura de A Court of Thorns and Roses, o primeiro livro de uma coleção de Fantasia.

A Court of Thorns and Roses é o primeiro livro de uma coleção de Fantasia promissora. É um reconto (o termo original, retelling), do conto A Bela e o Monstro, mas com algumas mudanças: existem Fadas. Passemos, então, à sinopse (traduzida por mim) do livro:

Quando a caçadora de dezanove anos, Feyre, mata um lobo nos bosques, uma criatura monstruosa aparece a exigir uma retribuição de tal ato. Arrastada para uma terra mágica, mas traiçoeira que ela só conhece graças às lendas, Feyre descobre que o seu raptor não é um  animal, mas sim Tamlin, uma das Fadas letais e imortais, que antes controlaram o seu mundo.
Ao morar na sua propriedade, os sentimentos de Feyre por Tamlin passam de hostilidade gelada para uma paixão ardente que queima todas as mentiras e todos os avisos que lhe foram ditos sobre o lindo, mas perigoso mundos dos Fae. Mas uma antiga e malvada sombra cresce pelas terras das fadas e Feyre deve encontrar uma maneira de a parar... ou Tamlin e o seu mundo serão amaldiçoados para sempre.


Fan art (tradução literal: arte de fãs) de A Court of Thorns and Roses.

Através da sinopse, dá para perceber porque é que este livro conquistou tantos leitores: normalmente, adoram contos de fadas e, por conseguinte, reformulação dos mesmo; contém uma relação amorosa intensa; já agora, a capa é MARAVILHOSA; tem mistério e insere-se na Fantasia, tal como a coleção Throne of Glass (é diferente em relação ao Throne of Glass, pois é um New Adult- Novo Adulto); a escrita de Sarah J. Maas continua a cativar e a surpreender os fãs.

Sarah J. Maas a segurar um ARC (Advanced Reading Copy- uma cópia antecipada do livro, normalmente entregue aos críticos, bloggers de livros e booktubers). Esta fotografia foi retirada do Twitter da autora, tendo sido editada por mim (havia uma outra autora na fotografia, mas decidi cortá-la para não haver confusões :p).



Para concluir, penso que qualquer editora portuguesa ficaria a ganhar ao publicar este livro. A Court of Thorns and Roses chegou às prateleiras americanas no dia 5 de maio deste ano e, deste então, tem conquistado muitos leitores. Isto significa que, graças ao poder das redes sociais, os leitores portugueses, pelo menos a camada mais jovem, já ouviram falar nesta nova coleção e devem estar, pois, muito curiosos com a nova história de Sarah J. Maas. Faço uma lista que resume os pontos fortes do livro:

  1. É um retelling de A Bela e o Monstro;
  2. Insere-se na Fantasia e no New Adult;
  3. Apresenta um mundo diferente de Fadas, que vivem em cortes e, portanto, em intrigas, paixões e segredos;
  4. Sarah J. Maas é conhecida por ter uma escrita maravilhosa.
  5. É um livro que, certamente, irá cativar jovens leitores (como também leitores mais velhos), um público que tem vindo a crescer cada vez mais no nosso país.

Quanto a mim, já tenho uma cópia do livro, oferecida pelos tios do Canadá (fico-lhes muito agradecida!). Posto isto, estou muito ansiosa por ler este livro!

A minha cópia (versão americana) de A Court of Thorns and Roses.

Então, o que acham desta nova rubrica? :D

Divulgação: Estação Onze, de Emily St. John Mandel


Sinopse retirada do site da Bertrand:

Estação Onze conta-nos a cativante história de um grupo de pessoas que arriscam tudo em nome da arte e da sociedade humana após um acontecimento que abalou o mundo. Kirsten Raymonde nunca esqueceu a noite em que teve início uma pandemia de gripe que veio a destruir, quase por completo, a humanidade.

Vinte anos depois, Kirsten é uma atriz de uma pequena trupe que se desloca por entre as comunidades dispersas de sobreviventes. No entanto, tudo irá mudar quando a trupe chega a St. Deborah by the Water. Um romance repleto de suspense e emoção que nos confronta com os estranhos acasos do destino que ligam os seus personagens.

Coleção de Sarah J. Maas chega a Portugal pela Editorial Presença!


Sarah J. Maas é uma autora norte-americana muito conhecida na comunidade de leitores, principalmente na camada jovem-adulta. Muito falada pelos booktubers, louvada por excelentes críticas, Sarah J. Maas deve ser uma autora orgulhosa do seu trabalho excelente. É conhecida pela coleção Throne of Glass (em português, Trono de Vidro), não só pela sua brilhante escrita, mas pelo fantástico enredo e pelas personagens credíveis e criadas de forma excecional. 

A coleção Throne of Glass conta com quatro livros, tendo mais um composto por contos anteriores à ação que decorre na coleção (The Assassin's Blade). Já saiu o quarto livro, Queen of Shadows.
Estas capas são as edições americanas.

Sendo uma autora que já ocupou o primeiro lugar na lista de bestsellers do The New York Times, é claro que, eventualmente, uma editora portuguesa iria acabar por publicar os seus livros. E isso irá acontecer!


Versão britânica da coleção de Sarah J.Maas.

Na sua conta no Twitter, a Editorial Presença divulgou que irá publicar o primeiro livro da coleção de Maas, Throne of Glass. O título será Trono de Vidro e a capa é parecida à versão britânica:


Embedded image permalink
Imagem retirada do Twitter da Editorial Presença.

Sarah J. Maas continua a fazer sucesso com as suas obras. Em maio deste ano, publicou A Court of Thorns and Roses, que também teve um enorme sucesso na comunidade de leitores mais jovem:

A Court of Thorns and Roses é um retelling do conto A Bela e o Monstro, situando-se num mundo de fadas.


No dia 1 de setembro, chegaram às prateleiras americanas o quarto livro da coleção Throne of Glass, que já está a ser bastante aclamado pelos fãs:

A capa vermelha é a edição americana, enquanto a outra capa é a edição britânica.

Também no Twitter, a Editorial Presença indicou que o livro chegará às lojas portuguesas no dia 16 de setembro, o que significa que, em breve, teremos uma sinopse oficial.

A autora Sarah J. Maas, rodeada de cópias da sua coleção, Throne of Glass. Nas suas mãos, tem uma cópia do quarto livro, que foi lançado no dia 1 de setembro: Queen of Shadows.

Eu já tenho a versão original de Trono de Vidro, bem como A Court of Thorns and Roses. No entanto, acho que vou comprar a versão portuguesa de Throne of Glass ;D

Maze Runner: Provas de Fogo ganha nova capa



Maze Runner: Provas de Fogo, o segundo volume da trilogia de James Dashner, também foi adaptado para o grande ecrã graças ao sucesso da adaptação cinematográfica do primeiro livro, Maze Runner: Correr ou Morrer. O segundo filme estreia, nos EUA, no dia 18 de setembro.

allowfullscreen>

Atualização: As minhas leituras




Para quem visita o meu blog, sabe que, anteriormente, estava a ler um livro de Dan Brown, O Símbolo Perdido. Decidi desistir dele devido ao meu estado de espírito na altura em que o estava a ler. Posto isto, não irei publicar nenhuma opinião acerca deste livro, mas retomarei a leitura quando puder.

Entretanto, já reli Harry Potter e a Pedra Filosofal e li, pela primeira vez, Harry Potter e a Câmara dos Segredos. Só tenho uma palavra a dizer: MARAVILHOSOS!

Bem, é sempre difícil descrever a coleção de Harry Potter, uma vez que não há palavras suficientes para que façam justiça ao grandioso talento de J.K. Rowling.

Neste momento, estou a reler Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban.

Primeiras imagens das filmagens da adaptação cinematográfica de O Lar da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares



Já tinha anunciado aqui que O Lar da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares, de Ransom Riggs, será adaptada para o grande ecrã, contando com Tim Burton como o realizador. Além disso, há também um grandioso elenco, constituído por Asa Butterfield, Eva Green, Samuel L. Jackson, Allsion Janney, Rupert Everett, entre outros. Também já tinha informado que o o filme estreará na primavera de 2016 ( para ler a publicação, clique aqui).


Edição portuguesa do primeiro volume da trilogia de Ransom Riggs.
Até agora, não tem havido novidades em relação a um vídeo promocional do filme, ou imagens retiradas da adaptação cinematográfica. Mas não há motivos para desânimo, pois os responsáveis pelo filme, através das redes sociais, têm publicado algumas fotografias.

Já tinha publicado aqui a concepção artística do título do filme:
Embedded image permalink


A partir de finais de julho, começaram a publicar imagens do cenário, do autor do livro e do realizador do filme:

Embedded image permalink
Aqui podem ver o realizador Tim Burton, bem como Ransom Riggs, o autor da trilogia, e a sua mulher, Tahereh Mafi, que também é escritora e é conhecida pela sua trilogia Shatter Me.
Embedded image permalink
Ransom Riggs visitou o cenário do filme, tendo encontrado um objeto "peculiar". Pelos vistos, está relacionado com a história (volto a lembrar que ainda não li o livro).
Embedded image permalink
Mais uma vez, o autor Ransom Riggs com o realizador Tim Burton.

Embedded image permalink
O cenário de O Lar da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares.
Embedded image permalink
O autor de O Lar da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares no local das filmagens.
Embedded image permalink
A cidade (fictícia) onde decorre a ação do livro de Ransom Riggs.


Embedded image permalink
É um candeeiro muito "peculiar"!

Bem, há algum fã português dos livros de Ransom Riggs? Estão ansiosos para verem o filme? :D

Divulgação: A menina que engoliu uma nuvem do tamanho da torre Eiffel, de Romain Puértolas



Sinopse retirada do site da Bertrand:

Providence Dupois, uma carteira parisiense, precisa de viajar rapidamente para Marraquexe, a fim de resgatar a filha adotiva que se encontra gravemente doente. Contudo, quando está prestes a partir, um vulcão islandês de nome impronunciável desperta do seu sono profundo e paralisa todo o tráfego aéreo europeu. Desesperada por cumprir a sua promessa de reencontro, esta jovem mãe vai tentar tudo para chegar junto da filha, e, esgotadas todas as vias do possível, resta-lhe apenas uma última hipótese: voar. Para empreender uma tarefa tão audaz, contará com a ajuda preciosa de personagens peculiares, seja Léo Machin, um jovem apaixonado que emana um perfume de bondade e sabão Marseille, Tchang, um chinês que fala como se fosse um pirata, ou monges tibetanos que, quando não estão a rezar, ouvem Julio Iglesias.

Comovente mas pleno de humor, A menina que engoliu uma nuvem do tamanho da torre Eiffel é uma aventura que nos ensina que nada é impossível quando o amor de uma mãe é forte o suficiente para a fazer descolar até às nuvens. Dizem que o amor dá asas… Estão prontos para voar?