Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Capas de livros como vestidos dos Óscares 2022

Nas noites dos programas televisivos dedicados a prémios artísticos, as redes sociais ficam cheias de fotografias de vestidos lindíssimos. Algumas cadeias livreiras aproveitam essas imagens para fazer publicidade literária, comparando os vestidos a capas de livros. A publicação de hoje é inspirada nesse tipo de jogos.

 

De todos os vestidos que vi na noite dos Óscares, gostei, principalmente, de seis. Vou começar pelo que ficou em sexto lugar na minha lista de preferências.

Lupita Nyong'o usou um vestido da Prada. É dourado com flores cor-de-rosa. Fez-me lembrar a capa de Ophelia After All, de Racquel Marie.

 

GridArt_20220405_103246640.jpg

 

Este romance contemporâneo YA tem como protagonista Ophelia Rojas. Ela sabe o que gosta: os seus melhores amigos, comida cubana, cuidar de rosas, e rapazes, demasiados rapazes. Os amigos e os pais dela gozam com a sua fila sem fim de apaixonetas, mas Ophelia é uma romântica incurável. Ela não pode mudar isso, mesmo se quisesse.

Quando ela começa a perceber que pensa cada vez mais na adorável e calada Talia Sanchez do que na perda de um baile perfeito com o seu ex-namorado, sementes de dúvida são plantadas na imagem que Ophelia tinha de si mesma. Além disso, com o fim iminente do ensino secundário e a fratura do seu grupo de amigos outrora sólido, as coisas estão a ficar um pouco fora do controlo. Mas o caminho do amor e da sexualidade nunca correu bem. À medida que os seus segredos começam a ser desvendados, Ophelia deve fazer uma escolha entre agarrar-se à versão fantástica de si mesma que ela sempre imaginou e revirar as expectativas de todos para redescobrir quem ela realmente é afinal.

 

 

O próximo vestido é o de Jessica Chastain. É da Gucci e destacou-se pelas cores e plumas. Fez-me lembrar a capa do romance contemporâneo YA de uma autora brasileira, Like a Love Song, de Gabriela Martins.

 

GridArt_20220405_103454839.jpg

 

Natalie está a viver o seu sonho: está a ocupar os lugares do topo e a criar recordes enquanto pop star brasileira... Até ser deixada pelo namorado em plena televisão ao vivo. Não só é humilhante, como também pode acabar com a carreira dela.

Qual é o plano desesperado da sua equipa de Relações Públicas? Um namorado lindo, mas falso. Nati aceita o plano relutantemente, mas William não é o que ela estava à espera que ele fosse. Ela pensava que ele seria um bad boy ardente, não uma estrela britânica de filmes independentes com um coração mole. Enquanto ela luta para regressar ao topo com um doce rapaz que surpreendentemente pode fazer alguém desmaiar, ela começa a apaixonar-se por William e percebe que talvez ela própria seja a pessoa mais falsa de todas. Poderá ela recuperar a sua voz e o seu coração?

 

Em quarto lugar, coloquei o vestido que Saniyya Sidney usou. É um Armani Privé. As cores são muito bonitas e amorosas e os detalhes fizeram-me pensar imediatamente na edição britânica de The Girl Who Fell Beneath the Sea, de Axie Oh.

 

GridArt_20220405_103927547.jpg

 

Tempestades mortais têm destruído a terra de Mina por gerações. Cheias varrem vilas inteiras enquanto guerras sangrentas ocorrem devido aos poucos recursos que restam. O povo dela acredita que o Deus do Mar, outrora o protetor deles, agora está a amaldiçoá-los com morte e desespero. Na tentativa de apaziguá-lo, todos os anos, uma jovem bonita é atirada ao mar para servir como noiva do Deus do Mar, na esperança de que, um dia, a "verdadeira noiva" será escolhida para acabar com o sofrimento.

Muitos acham que Shim Cheong, a rapariga mais bonita da vila e o amor de Joon, o irmão mais velho de Mina, poderá ser a lendária verdadeira noiva. Mas, na noite em que Cheong iria ser sacrificada, Joon segue Cheong até ao mar, apesar de saber que a interferência é uma sentença de morte. Para salvar o seu irmão, Mina atira-se ao mar na vez de Cheong.

Ao parar no Reino dos Espíritos, uma cidade mágica de deuses mais inferiores e monstros míticos, Mina procura pelo Deus do Mar, mas encontra-o num sono encantado. Com a ajuda de Shin, um jovem misterioso, e de um conjunto variado de demónios, deuses e espíritos, Mina sai para acordar o Deus do Mar e acabar com as tempestades mortais de uma vez por todas.

Mas ela não tem muito tempo: Uma humana não pode viver muito tempo na terra dos espíritos. Além disso, lá, existem aqueles que farão tudo ao seu alcance para manter o Deus do Mar adormecido...

 

Fiquei deslumbrada ao ver o look de Kelly Marie Tran, que usou peças tradicionais vietnamitas, como o Áo Dài (roupa) e o khan dong (chapéu). O vestido pertence a Thai Nguyen. A cor do seu outfit não tem o mesmo tom que a capa de Tokyo Dreaming, mas pensei que seria uma boa altura de falar sobre o livro que é a continuação de Tokyo Ever After, de Emiko Jean. Será lançado a 31 de maio.

 

GridArt_20220405_104242813.jpg

 

Quando Izumi Tanaka descobriu que o seu pai é o príncipe herdeiro do Japão, ela tornou-se numa princesa da noite para o dia. Agora, já ultrapassou os primos coniventes, a imprensa lasciva e o escândalo imperial, encontrando um lugar onde ela pertence. Ela tem um namorado perfeito, que era o seu guarda-costas. O seu cão fedorento, Tamagotchi, vive agora com ela em Tóquio. Os pais dela reacenderam o seu romance universitário e estão noivos. Um casamento real está no horizonte! A vida de Izumi é um sonho tornado em realidade.

Só que...

O noivado dos pais atinge uma parede de tijolos. O Conselho da Casa Imperial recusa aprovar o casamento, estando preocupado quanto às falhas na linhagem de Izumi e da sua mãe. E, para piorar, o namorado tomou uma decisão chocante quanto à relação. Vendo que tudo pode cair, Izumi quer fazer tudo o que conseguir para ganhar contra o conselho, o que significa que ela tem de melhorar as suas recentes habilidades como princesa.

Mas a que custo? Izumi fará de tudo para ajudar os pais a terem o seu final feliz, mas... E se ser uma princesa perfeita lhe levar a sacrificar a sua própria vida? Irá ela encontrar uma forma de construir o seu próprio caminho e seguir o seu coração?

 

Em segundo lugar, temos um vestido Miu Miu usado por Demi Singleton. É um visual simples, mas eficaz, destacando-se pela cor, um lilás muito bonito. Há muitas capas roxas ou arroxeadas, mas decidi destacar um livro infantojuvenil que será publicado a 28 de junho, Valentina Salazar is Not a Monster Hunter, de Zoraida Córdova.

 

GridArt_20220405_103739249.jpg

 

É preciso ser-se muito especial para acabar no castigo no último dia de aulas.

É preciso ser-se ainda MAIS especial para acidentalmente queimar o pátio da escola enquanto se persegue um esquilo que expira fogo.

Mas nada quanto a Valentina Salazar foi alguma vez "normal". Os Salazar são protetores, encarregados de resgatar criaturas mágicas que, por vezes, estão à deriva no mundo, desde unicórnios amuados até chupacabras e... ocasionais esquilos que expiram fogo.

Quando o pai de Val é morto durante uma missão de resgate que correu mal, a mãe dela decide que é altura de deixarem a vida de estrada. Muda a família para uma pequena cidade chata a norte de Nova Iorque e inscreve Val e os irmãos dela numa escola verdadeira pela primeira vez.

Mas Val é uma protetora no seu coração e não pode desistir da sua vocação. Quando um ovo místico aparece num vídeo viral, Val convence os seus irmãos relutantes a ir procurar pelo ovo antes que choque e crie confusão. Mas ela tem alguma competição: os temidos caçadores de monstros que não irão parar até destruírem a criatura... e a família Salazar.

 

E, por fim, temos o vestido que ficou em primeiro lugar na minha lista. Adorei o visual de Lily James, que usou um Versace cor-de-rosa com uma capa elegante. Fez-me lembrar um dos meus livros mais antecipados do ano, Flip the Script, de Lyla Lee.

 

GridArt_20220405_104428303.jpg

 

A primeira regra ao ver kdramas: nunca te apaixones pelo protagonista secundário.

Como uma ávida consumidora de K-dramas, Hana sabe todos os "tropes" a evitar quando ela finalmente consegue um papel principal num novo drama. E ela consegue totalmente lidar com o seu namorado falso, que é o co-protagonista, o galã Bryan Yoon, que poderá estar a apaixonar-se por ela. Aliás, ela prometeu aos produtores de TV um romance de contrato, e isso é tudo o que irão ter dela.

Mas quando os showrunners introduzem uma nova atriz principal para desafiar o papel de Hana como o interesse amoroso principal, alguém que Hana conhece demasiado bem, poderá ela lutar pelo seu lugar no programa enquanto se apaixona pela sua rival de ecrã na vida real?

 

 

E, por agora, é tudo. Em breve, irei fazer uma nova publicação como esta, mas inspirada nos looks dos Grammy 2022. O que acharam destas comparações?

 

 

4 comentários

Comentar post