Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Opinião: Lua-de-Mel em Paris, de Elizabeth Adler

Atenção: Este post contém spoilers para quem ainda não leu o livro.




Meu resumo: Lara Lewis acorda numa manhã, lembrando-se que já tinha quarenta e cinco anos. Casada com um cirurgião famoso na área do coração e pulmões, tendo dois filhos com um pouco mais de vinte anos, Lara apercebeu-se que algo não estava a correr bem na sua vida pouco preenchida e vazia. Para além disso, tinha planeado uma "segunda lua-de-mel" em Paris, mas o seu marido não estava muito interessado, uma vez que tinha amante. Assim, nessa mesma manhã, quando o marido, Bill Lewis, partiu para Pequim com a sua assistente, Lara decide ir à sua casa de praia, onde percebeu que precisava de algumas obras. Por isso, ela contratou um construtor civil que ia arranjar a sua casa todas as tardes e aos poucos, Lara foi ficando mais atraída por ele, acontecendo também que ele, Dan Holland, sentisse um desejo intenso quanto àquela mulher, completamente diferente das jovens que houvera conhecido.
Porém, quando Lara confirma que o seu marido tinha amante, ela decide fazer essa viagem com Dan, onde iria fazer, também, uma autodescoberta. Contudo, ela não conta a verdade acerca dessa viagem a Dan e eles visitaram vários sítios onde Lara e Bill estiveram, mas Lara sentiu-se completamente diferente, completamente amada. Por isso, como irá Lara resolver a sua situação? Irá ficar com Bill, o homem com quem casara há 25 anos e com quem tinha ido a Paris pela primeira vez, ou ficará com Dan, que foi com ela nesta segunda viagem, e que a fez pensar sobre o seu passado, presente, futuro e também sobre si própria, e que lhe proporcionou momentos de paixão arrebatadora?  É durante essa viagem que Lara enfrenta sentimentos e pensamentos contraditórios, mas também decide como será a sua vida a partir de agora.


Opinião: Este é um dos livros mais descritivos que eu já li! Eu senti que estava em Paris que, por acaso, é um dos meus destinos de sonho! Senti-me tão bem quando a narradora descrevia de uma forma doce e sonhadora sobre os vários locais onde Lara e Dan iam. Senti-me tão bem, parecia que eu também estava lá. E só me fez perceber que realmente França não se concentra apenas em Paris. É um país cheio de cultura e também muito chique, é um lugar maravilhoso, requintado, romântico e arrebatadoramente perfeito.
Para além disto, adorei a história em si. Realmente, há sempre uma altura em que uma pessoa pensa que falta algo na sua vida, ou que, até, a sua vida possa ser uma mentira bem disfarçada. E foi isso que aconteceu a Lara. Ao fazer quarenta e cinco anos, ao chegar à meia idade, percebeu que algo não estava bem e, ao conhecer Dan, levou-a a refletir mais sobre isso, fazendo a viagem a Paris com ele. Nessa viagem, aconteceu de tudo um pouco: tiveram ótimos momentos de prazer, felicidade e de romance, mas também apareceram dúvidas e muitos receios. Por isso, houve algumas coisas que não me agradaram muito, uma vez que Lara, por vezes, teve umas atitudes que achei um pouco infantis, e que Dan também não gostou. Contudo, para além destes pequenos momentos, entendo a situação triste de Lara, fazendo com que eu sentisse uma certa compaixão e fazendo-me ficar feliz por ela pelas atitudes que teve mais para o fim e,também, ao longo deste processo de autodescoberta.
Recomendo este livro, sem dúvida alguma! É uma leitura, calorosa, alegre, fascinante, mas também que nos faz pensar. Faz-nos deliciar a nossa mente com as suas fantásticas descrições acerca dos vários locais de França, fazendo-nos sentir uma certa inveja por não estarmos nesses lugares mágicos. É um livro mesmo muito fascinante! Espero ir a França!


Concluindo: Adorei a história em si, mas principalmente as descrições fascinantes que a autora fez ao longo da história, sobre os vários esplendidos lugares de França. Contudo, a história podia ser um pouco mais elaborada, menos lamechas e infantil (Lara, por vezes, revelou ser infantil) e talvez o fim devia ter sido um pouco mais "complicado", que tudo isto não tivesse ficado resolvido repentinamente. Mas, como eu disse, gostei muito do livro e da sua escrita leve e maravilhosa e, por isso, no verão, hei de ler mais alguns livros desta escritora.

Classificação: 4/5 estrelas