Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Opinião: Luz e Sombra, de Leigh Bardugo

E esta é a primeira opinião de leitura de 2014!!!! :D

Sinopse retirada do site da Bertrand: Rodeada por inimigos, a outrora grande nação de Ravka foi dividida em duas pelo Sulco de Sombra, uma faixa de escuridão quase impenetrável cheia de monstros que se alimentam de carne humana. Agora, o seu destino pode depender de uma só refugiada.
Alina Starkov nunca foi boa em nada. Órfã de guerra, tem uma única certeza: o apoio do seu melhor amigo, Maly, e a sua inconveniente paixão por ele. Cartógrafa do regimento militar, numa das expedições que tem de fazer ao Sulco de Sombra, Alina vê Maly ser atacado pelos monstros volcra e ficar brutalmente ferido. O seu instinto leva-a a protegê-lo , e ela revela um poder adormecido que lhe salva a vida, um poder que poderia ser a chave para libertar o seu país devastado pela guerra. Arrancada de tudo aquilo que conhece, Alina é levada para a corte real para ser treinada como um membro dos Grishas, a elite mágica liderada pelo misterioso Darkling. Com o extraordinário poder de Alina no seu arsenal, ele acredita que poderá finalmente destruir o Sulco de Sombra.
No entanto, nada naquele mundo pródigo é o que parece. Com a escuridão a aproximar-se e todo um reino dependente da sua energia indomável, Alina terá de enfrentar os segredos dos Grisha... e os segredos do seu coração.


Opinião: Quando comecei a ler este livro, eu fiquei encantada pelo mundo criado pela autora. Tem conteúdos interessantes e cativantes. Além disso, a escrita de Leigh Bardugo ajuda, uma vez que nos faz apaixonar pela história. A sua escrita é simples, cativante e muito cinematográfica.
Contudo, este livro deixou-me dividida. Digo isto porque a primeira metade do livro não foi tão cativante (para mim) como a segunda parte. Mas isto também tem a ver com o desenvolvimento da personagem principal, Alina, ao longo da história. Assim, na primeira metade, não estava muito ligada a ela, pois ela tinhas umas atitudes um pouco frias, e conseguia ser rezingona e, até, tinha vezes que nem conseguia lutar por si. Aliás, ela mostrava-se um pouco frágil demais. Todavia, a sua evolução foi espantosa! Alina passou de uma rapariga solitária e escanzelada, para uma jovem que tem objetivos e que é forte e sabe o que quer. Gostei mesmo muito dessa evolução. Ainda assim, não me parece que seja essa a única razão. Talvez o facto de as ações se terem passado um pouco rápidas demais ou sem grande impacto, uma vez que se verifica o contrário na segunda metade do livro.
Ainda assim, para além de tudo isto, gostei de Alina. Também gostei de Mal, o rapaz de quem ela verdadeiramente ama. Apesar de no início também ter sido um pouco ingénuo, gostei da sua evolução, passando a ser um rapaz corajoso, forte, persistente e muito carinhoso para com Alina. Já Darkling, o mau da fita... Ai, meu Deus! É pena que seja o mau da fita! Mas não é isso que me impede de gostar dele! Ai...!
Concluindo, este é um livro repleto de características e conteúdos interessantes e originais! Notei uma boa evolução do enredo ao longo da leitura, o que significa que me apaixonei aos poucos pela história e pela autora! Recomendo este livro! Vale a pena! Aliás, eu quero MUITO o segundo livro!

Classificação: 4.5/5 estrelas