Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Biblioteca da Daniela

A Biblioteca da Daniela

Sugestões literárias baseadas nas personagens do

Há uns dias, vi uma publicação muito fofa de Artemis, no bookstagram, onde ela deixou recomendações literárias baseadas nas diversas personagens do universo Sanrio. Para quem não sabe, é mundo fictício que inclui figuras icónicas como a Hello Kitty e a My Melody. Estes bonecos faziam parte da minha infância, por isso, inspirada na publicação de Artemis, decidi também deixar recomendações de livros segundo determinadas personagens do mundo Sanrio!

 

 

Comecemos pela célebre Hello Kitty. Como ela é conhecida por ser gentil, amigável e otimista, escolhi os seguintes livros:

Heartstopper (principalmente em relação ao Nick), de Alice Oseman;

Ana dos Cabelos Ruivos, de Lucy Maud Montgomery;

Clube das Princesas Amaldiçoadas, de Lambcat.

 

2[1].png

 

Depois, temos os Little Twin Stars, que têm personalidades diferentes. A Lala é tímida e artística, enquanto o Kiki é atrevido e curioso. Assim sendo, escolhi os seguintes livros:

Eliza e os Seus Monstros, de Francesca Zappia (para a Lala);

A Prometida do Capitão, de Tessa Dare (para os dois irmãos);

Let's Play Volume 1, de Leeanne M. Krecic (para os dois irmãos).

 

4[1].png

 

A próxima personagem é a Mimmy White, conhecida por ser muito feminina e gostar da sua família. Neste caso, escolhi:

Acorda para a Vida, Chloe Brown, de Talia Hibbert;

A Mecânica do Romance, de Alexene Farol Follmuth;

The Forest of Stolen Girls, de June Hur.

 

5[1].png

 

E esta personagem que eu não conhecia? Mewkledreamy gosta de jardins e música. Por isso, escolhi:

This Poison Heart, de Kalynn Bayron;

I'll Be the One, de Lyla Lee;

XOXO, de Axie Oh.

 

6[1].png


Por fim, temos Kuromi, que gosta de histórias românticas e homens atraentes! Para acabar em grande, selecionei:

A Hipótese do Amor, de Ali Hazelwood;

A Fórmula do Amor, de Helen Hoang;

Percebe a Dica, Dani Brown, de Talia Hibbert.

 

7[1].png

 

Termino, desta forma, esta publicação fofa. Gostaram?

 

Daniela S..png

1.png

 

Feliz Dia das Bruxas! Tendo em conta o dia de hoje, decidi responder à Halloween Creatures Book Tag!

Como está originalmente em inglês, apresento-vos uma tradução feita por mim. O desafio foi criado por Anthony, do blogue Keep Reading Forward, que já não existe. Encontrei o desafio aqui. Acrescento, ainda, que não respondo a todos os elementos do desafio.

 

Bruxas: Uma personagem ou um livro mágico.

Escolho Wicked Fox, de Kat Cho, um livro YA de Fantasia Urbana inspirado na mitologia coreana!

Sinopse: Gu Miyoung, uma rapariga de 18 anos, tem um segredo: ela é uma gumiho, uma raposa com nove caudas que devora a energia de homens para poder sobreviver. Como são poucas as pessoas que acreditam nas velhas histórias atualmente e há muitos homens maus dos quais ninguém terá saudades, a moderna cidade de Seoul é o lugar perfeito para se esconder e caçar.

Mas depois de se alimentar numa lua cheia, Miyoung cruza-se com Jihoon, um rapaz humano que está a ser atacado por um goblin na floresta. Ela quebra as regras de sobrevivência para salvar o rapaz e acaba por perder a sua pérola de raposa, a sua alma de gumiho.

Jihoon sabe que Miyoung é mais do que uma rapariga bonita, pois viu as caudas dela na noite em que foi salvo por ela. A sua avó costumava contar-lhe histórias sobre gumihos e os seus poderes e o perigo que eram para os homens. Ele sente-se atraído por ela de qualquer forma.

Com forças mortíferas no fundo, Miyoung e Jihoon desenvolvem uma amizade ténue que acaba por ser algo mais. Mas quando um jovem shaman tenta reunir Miyoung à sua pérola, as consequências são desastrosas e reacendem uma contenda que existe há gerações.

Miyoung vê-se forçada a escolher entre a sua vida imortal e a vida de Jihoon.

 

2.png

 

Lobisomem: O livro perfeito para ler à noite.

Vou falar de um livro que ainda não acabei de ler. A Maldição do Ex, de Erin Sterling, tem sido a minha companhia nestas noites mais frescas de outubro. Tem sido uma leitura leve e engraçada!

Sinopse: Há nove anos, Vivienne Jones tratou do seu coração partido como qualquer jovem bruxa faria: com vodca, banhos de espuma… e amaldiçoando o namorado. Era uma brincadeira, algo feito para durar um dia ou dois. Mas quando Rhys Penhallow, descendente dos fundadores da cidade, destruidor de corações e irritantemente lindo como sempre foi, regressa a Graves Glen, para o festival anual de outono, tudo se torna um desastre. Vivi percebe que o seu pequeno feitiço pode não ter sido assim tão inofensivo. E, além da maldição, precisa ainda de resolver a enorme atração que sente por Rhys…

 

3.png

 

Frankenstein: Um livro que realmente te chocou.

Queria MUITO queThe Ones We're Meant to Find fosse publicado cá em Portugal. Um livro YA de Ficção Científica que tem reviravoltas muito boas. Uma delas chocou-me imenso. Uma das melhores reviravoltas que já li!

Sinopse: Cee acordou numa ilha abandonada há três anos e não sabe como lá chegou. Agora com 18 anos, ela vive numa cabana com um android e uma única memória: ela tem uma irmã e ela deve escapar para encontrá-la.

Na segurança da eco-city que flutua acima da Terra, agora dizimada por desastres naturais, Kasey, de 16 anos, faz o luto por Cee, que deve estar morta. Ela também quer escapar: a eco-city deveria ser um santuário para as pessoas que querem salvar o planeta, mas os seus habitantes são capazes de tudo para terem um refúgio, até mentir. Estará Kasey pronta para usar a tecnologia para ajudar a Terra, apesar de ter falhado a sua irmã?

Cee e Kasey pensam que se conhecem bem e que o seu mundo é verdadeiro. Ambas estão erradas.

 

4.png

 

Ceifador: Uma personagem que nunca deveria ter morrido.

O que dizer sobre este último livro da trilogia de Suzanne Collins? Umas quantas personagens morreram e deixaram-me mesmo triste! No entanto, percebe-se o porquê de a autora ter tomado a decisão de as matar. Foi uma forma de mostrar como a guerra é extremamente injusta, principalmente quando falamos de crianças.

Sinopse (pode conter spoilers em relação aos restantes livros da trilogia): Katniss Everdeen não devia estar viva. Mas, apesar dos planos do Capitólio, a rapariga em chamas sobreviveu e está agora junto de Gale, da mãe e da irmã no Distrito 13. Recuperando pouco a pouco dos ferimentos que sofreu na arena, Katniss procura adaptar-se à nova realidade: Peeta foi capturado pelo Capitólio, o Distrito 12 já não existe e a revolução está prestes a começar.

Agora estão todos a contar com Katniss para continuar a desempenhar o seu papel, assumir a responsabilidade por inúmeras vidas e mudar para sempre o destino de Panem - independentemente de tudo aquilo que terá de sacrificar… o último volume da trilogia Os Jogos da Fome é ainda mais emocionante e deixará os leitores rendidos ao seu ritmo e enredo arrebatadores.

 

5.png

 

Zombie: Um livro que te fez ter fome por mais.

Li A Hipótese do Amor este ano e, agora, só quero continuar a ler os livros de Ali Hazelwood. Devoraria a lista de compras dela e tudo!

Sinopse: Quando um relacionamento falso entre cientistas encontra a irresistível força da atração, as teorias de uma mulher sobre o amor, cuidadosamente calculadas, são postas à prova.

Olive Smith, uma estudante de doutoramento em Biologia, não acredita em namoros duradouros. Após terminar o relacionamento com Jeremy, percebe que a sua melhor amiga, Anh, gosta dele e decide juntá-los. Para a convencer de que não se importa e de que está feliz e a namorar, Olive precisa de o provar, mas, pressionada, entra em pânico e resolve beijar o primeiro homem que vê: Adam Carlsen, um jovem professor de outro departamento. Olive acaba por ficar chocada ao perceber que este tirano do laboratório da Universidade de Stanford, conhecido por deixar os estudantes em lágrimas, aceita manter a farsa e fingir que é, realmente, seu namorado.

Quando uma conferência científica corre mal e ameaça a carreira de Olive, Adam surpreende-a de várias formas... e uma pequena possibilidade científica, o que era apenas uma hipótese sobre o amor, transforma-se então numa experiência inesperada.

Uma história maravilhosa imersa num ambiente académico. Um tubo de ensaio para a vida.

 

6.png

 

Vampiro: Um livro que te sugou a vida.

Onde Crescem os Limoeiros é um livro que toda a gente deveria ler. É um livro soberbo e lindamente escrito. Deveria estar a receber mais atenção no nosso país!

Sinopse: Uma história de amor e perda.

Um país em plena revolução. Quanto estamos dispostos a pagar por aquilo em que acreditamos?

Quando os gritos pela liberdade se começam a ouvir na Síria, Salama está a estudar Farmácia. Por esses dias, ainda tem consigo os pais e o irmão mais velho, e há até um rapaz com quem se irá encontrar para falar de casamento.

Porém, de repente, a guerra civil instala-se no país e Salama vê-se no meio de um hospital onde cada vez mais pessoas chegam a precisar de ajuda. Agora voluntária, a jovem de 18 anos sente que o seu coração está como Homs, a cidade onde nasceu: destruído. Os pais e o irmão morreram. Só lhe resta Layla, a sua cunhada grávida, que quer tanto proteger.

Sair do país parece ser a solução, mas Salama está tão ligada àquelas pessoas, à sua terra, onde, mais do que uma guerra, acontece uma revolução pela qual é preciso - e vale a pena - lutar. E Kenan, o rapaz de 19 anos que acaba de ali chegar, com os sonhos desfeitos e disposto a mostrar ao mundo o que se passa, pode ser mais uma grande razão para ­ficar. Porque a esperança é como os limoeiros em Homs: há-os em cada casa, em flor, e por mais que os tentem destruir, continuarão sempre a crescer.

 

7.png

 

Fantasma: Um livro que ainda te assombra.

É um livro que me "assombra" por ser um dos favoritos de sempre! Falo imensas vezes sobre ele sempre que alguém quer ler YA Contemporâneo! Mais um que deveria ser publicado cá!

Sinopse: A protagonista é Skye Shin, uma rapariga coreano-americana bissexual e gorda que quer fazer parte de um grupo de K-Pop e, por isso, decide participar num concurso de K-Pop. Ao longo do concurso, Skye irá enfrentar muitos preconceitos relativamente ao seu corpo, que em nada corresponde aos padrões de beleza da indústria de música coreana, mas Skye não desiste. Nem tudo é mau no concurso, pois é lá que conhece amigas fantásticas e um rapaz incrível, Henry Cho. Conseguirá ela ganhar o concurso, concretizar os seus sonhos e não ceder à pressão dos padrões de beleza tóxicos da sociedade?

 

8.png

 

Múmia: Um livro que preservarias ao longo do tempo.

No Meu Bairro é um livro repleto de ilustrações bonitas, poemas magníficos e mensagens maravilhosas e lindamente humanas. Perfeito para toda a gente e todas as idades!

Sinopse: As diferenças que unem: um livro sobre inclusão e diversidade

Este livro representa uma forma inspiradora de vida em comunidade. É um livro sobre ti e sobre todos nós. Uma abordagem cheia de poesia à diversidade, ao respeito pela individualidade e à aceitação.

Esta obra tem a missão de mudar os estereótipos que existem na sociedade e assume, com orgulho, a diversidade, tornando-a visível para que se possa, finalmente, normalizar.

Através de uma viagem pelas interrogações e vidas de doze crianças, fala-se de diversidade de género, familiar, racial ou de credo religioso, dando ferramentas a quem educa para abordar estes temas, cada vez mais presentes na vida das nossas crianças.

Os livros são a ferramenta ideal para a normalização de uma linguagem que represente de igual forma todas as pessoas.

Assim, pela primeira vez em Portugal, vamos assumir uma proposta do sistema gramatical neutro ELU.

 

9.png

 

Boneca arrepiante: Uma capa demasiado assustadora.

Acho que nunca vi uma capa demasiado assustadora por aí, mas gosto muito da capa de O Peso de Sangue, um dos lançamentos de novembro da Desrotina Editora! Já encomendei o livro e tudo!

Sinopse: Quando os residentes de Springville — os que ainda estão vivos — são questionados sobre o que aconteceu na noite do baile de finalistas, dizem todos o mesmo... Foi a Maddy.

Deslocada no liceu da pequena cidade da Geórgia, Madison Washington sempre foi alvo de chacota para os seus colegas, algo com que sofria em silêncio porque tinha problemas mais urgentes para resolver. Até à manhã em que uma chuva inesperada revela o seu segredo mais bem guardado: Maddy é negra. Tem-se feito passar por branca a sua vida toda, a mando do seu fanático pai branco, Thomas Washington.

Na sequência de um vídeo viral que revela as raízes racistas do Liceu de Springville, os líderes estudantis elaboram um plano para mudar a sua imagem: organizar o primeiro baile de finalistas conjunto entre alunos negros e brancos, como demonstração de união e tolerância. A popular delegada de turma, branca, convence o seu namorado, o incrível quarterback negro, a convidar Maddy para ir como seu par, deixando Maddy maravilhada com a possibilidade de, finalmente, ter uma vida normal.

Mas alguns dos seus colegas ainda não estão dispostos a deixá-la em paz. O que eles não sabem é que Maddy tem ainda outro segredo... um que lhes irá custar a vida a todos.

 

10.png

 

 

 

 

E que tenham um Dia das Bruxas fantástico e fantasmagórico!!!

 

 

Daniela S..png

 

fall book tag.png

 

Para celebrar a chegada do outono, decidi responder a uma book tag outonal! Foi criada por Shanah, do blogue Bionic Book Worm. Como o original está em inglês, traduzi cada desafio para português.

 

Ar fresco do outono - Uma leitura estimulante e inovadora.

Talvez não inovadora, mas tenho sempre de falar sobre A Fórmula do Amor, de Helen Hoang. É, sem dúvida alguma, uma leitura estimulante! Sempre que releio este livro, acabo por demorar apenas uns dois dias. É uma leitura muito viciante, muito boa!

Sinopse: "Para Stella, a lógica é a única constante do universo. Inteligente e bem-sucedida, a jovem cria algoritmos para prever as compras dos consumidores - um emprego muito bem pago, mas que não a ajuda a perceber os homens. Para piorar, Stella tem síndrome de Asperger e é-lhe mais fácil analisar números complexos do que iniciar um simples relacionamento amoroso. Perante a pressão da mãe para começar uma família, a jovem elabora um plano pouco convencional: contratar um acompanhante para a ensinar a ser a namorada perfeita.

Michael Phan usa o charme e a aparência para conseguir algum dinheiro extra que lhe permita pagar as contas que se acumulam. E é com profissionalismo que o acompanhante de luxo aceita ajudar Stella em todos os pontos do seu detalhado plano de trabalho, dos preliminares às situações mais íntimas.

Mas quanto mais tempo passam juntos, mais Michael fica encantado com a mente brilhante de Stella. E ela, pela primeira vez, sente-se impelida a sair da sua zona de conforto e a descobrir uma nova constante do universo: o amor."

 

 

Ventos uivantes - Um final que te surpreendeu.

Deveriam ter visto a minha cara quando acabei de ler Viúva de Ferro, de Xiran Jay Zhao. Este livro de Ficção Científica com robôs e raiva feminina foi surpreendente do princípio ao fim, mas o final deixou-me mesmo boquiaberta. Se ainda não leram e, portanto, não sabem do que falo, do que estão à espera?

Sinopse: "As fronteiras de Huaxia são defendidas por máquinas de guerra gigantescas movidas pela energia vital de um piloto e da sua concubina. Os combates são violentos e, se os homens sobrevivem, as mulheres são quase sempre sacrificadas. Apesar de saber o futuro trágico que a espera, Zetian alista-se no exército com apenas um objetivo: a vingança.

Graças à sua força psíquica excecional, Zetian sai vitoriosa do confronto e torna-se na Viúva de Ferro, juntando-se à elite de pilotos e fazendo par com Li Shimin, o piloto mais perigoso e controverso de Huaxia.
Agora que sabe do que é capaz, Zetian vai utilizar todas as armas para permanecer viva e lutar contra o sistema patriarcal que governa a sociedade e que despreza a vida das mulheres..."

 

 

Luta de folhas - Um livro com ação sem parar.

Talvez possa inserir aqui o Ghost Squad, de Claribel Ortega. É um livro pequeno e tem muitas peripécias enfrentadas pela nossa querida protagonista e a sua amiga!

Sinopse: "Uns dias antes do Halloween, Lucely descobre que o pai e ela podem perder a casa. Além disso, parece que os pirilampos dela, ou seja, as almas dos seus familiares, estão a enfraquecer e podem desaparecer de vez. Por isso, as duas meninas usam um feitiço que, pensavam elas, poderia salvar os pirilampos. No entanto, o feitiço despertou espíritos malignos. Como irão as duas resolver esse problema? Será que Lucely irá conseguir salvar a sua casa e os seus pirilampos?"

 

 

Pumpkin Spice - A tua leitura mais esperada.

Apesar de já ter sido lançado há uns meses em Portugal e de já o ter na estante desde então, só este mês é que comecei a ler Onde Crescem os Limoeiros, de Zoulfa Katouh. Está a ser uma leitura sensacional. Dolorosa, mas, de certa forma, esperançosa.

Sinopse: "Uma história de amor e perda.

Um país em plena revolução. Quanto estamos dispostos a pagar por aquilo em que acreditamos?

Quando os gritos pela liberdade se começam a ouvir na Síria, Salama está a estudar Farmácia. Por esses dias, ainda tem consigo os pais e o irmão mais velho, e há até um rapaz com quem se irá encontrar para falar de casamento.

Porém, de repente, a guerra civil instala-se no país e Salama vê-se no meio de um hospital onde cada vez mais pessoas chegam a precisar de ajuda. Agora voluntária, a jovem de 18 anos sente que o seu coração está como Homs, a cidade onde nasceu: destruído. Os pais e o irmão morreram. Só lhe resta Layla, a sua cunhada grávida, que quer tanto proteger.

Sair do país parece ser a solução, mas Salama está tão ligada àquelas pessoas, à sua terra, onde, mais do que uma guerra, acontece uma revolução pela qual é preciso - e vale a pena - lutar. E Kenan, o rapaz de 19 anos que acaba de ali chegar, com os sonhos desfeitos e disposto a mostrar ao mundo o que se passa, pode ser mais uma grande razão para ­ficar. Porque a esperança é como os limoeiros em Homs: há-os em cada casa, em flor, e por mais que os tentem destruir, continuarão sempre a crescer."

 

 

Sweaters confortáveis - Um livro que te fez sentir confortável e feliz.

Tenho mesmo de mencionar A Ciência do Amor, de Ali Hazelwood. Foi uma leitura que me fez sorrir imenso e sentir borboletas na barriga!

Sinopse: "Para a neurocientista Bee, o amor é apenas um incidente neurofisiológico irremediavelmente instável e o verdadeiro inimigo das relações humanas cujos fundamentos neurológicos explora no dia a dia. Enquanto mulher a trabalhar na ciência, Bee é uma espécie em vias de extinção num mundo dominado por homens e, por isso, vive de acordo com um código muito simples: o que faria Marie Curie?

Se lhe fosse oferecido o cargo de liderança num projeto de neuroengenharia, Marie aceitaria sem hesitar. Claro! Mas a mãe da física moderna nunca teve de coliderar com Levi Ward, o arqui-inimigo académico de longa data de Bee que transforma o seu sonho num pesadelo de projeto. Mas quando Bee se vê numa situação romântica completamente irracional e precisa de pôr em risco o seu coração, a única pergunta que realmente importa é: o que fará Bee Königswasser?

Bee vai ter de escolher entre fazer o que deve ser feito, ou o que o seu coração manda."

 

 

Cores vivas - Uma capa vermelha, laranja ou amarela.

Vou deixar aqui um livro que espero ler este outono. House of Hunger, Alexis Henderson, é um romance gótico que já está há algum tempo na minha estante. Acho que vou gostar desta leitura!

Sinopse: "Procura-se: Uma donzela de sangue de gosto excecional. Deve ter uma grande propensão aos prazeres da vida mais requintados. Raparigas fracas não devem inscrever-se.

Marion Shaw foi criada em favelas, onde a carência e a privação são tudo aquilo que ela conhece. EMbora deseje deixar a cidade e as suas misérias, ela não espera escapar. Até ao dia em que ela encontra um anúncio estranho num jornal à procura de uma "donzela de sangue".

Apesar de conhecer muito pouco sobre o extremo norte, onde a nobreza rica vive em luxos e bebe o sangue daqueles que os servem, Marion candidata-se ao cargo. Em dias, ela encontra-se na notória Casa da Fome. Lá, Marion é arrastada para um mundo de devassidão obscura, onde, no centro de tudo, está ela.

O nome dela é Condessa Lisavet. Amada e temida em igual medida, ela preside esta corte hedonista. E ela tem um interesse especial por Marion.

Lisavet é magnética, carismática, sedutora, e Marion está ansiosa por satisfazer a sua nova senhora. Mas, quando as suas companheiras de sangue começam a desaparecer durante a noite, Marion é atirada para um jogo cruel de gato e rato. Ela terá de aprender as regras da sua nova casa, e depressa, ou os seus corredores irão, em breve, ser o seu túmulo.

 

 

 

E termino, assim, esta book tag. Bem-vindo, outono!

 

 

 

Daniela S..png

Sailor Moon Book Tag.png

 

 

Vi o filme da Barbie há uns dias e adorei! Fez-me lembrar os desenhos animados e brinquedos que adorava na infância. Pensei muito, por exemplo, na Sailor Moon, um dos meus desenhos animados favoritos. Por isso, decidi responder a uma book tag inspirada nesta história maravilhosa e mágica.

Vou responder à Sailor Moon Book Tag, criada por Alexa Loves Books. A minha tradução nem sempre é literal.

 

 

Lua: Um livro que te deixou com fome. 

Não me importo muito com descrições de comida, a não ser que o livro seja mesmo focado nisso. Ainda assim, pensei logo em Filha da Deusa da Lua, de Sue Lynn Tan. Quando o li, fiquei mesmo fascinada com as descrições dos pratos. Foi das poucas vezes em que me importei mesmo com essas partes de uma história.

 

Filha da Deusa da Lua

 

Mercúrio: Um livro que inclui ciência e tecnologia.

Lembrei-me imediatamente d'A Mecânica do Romance, de Alexene Farol Follmuth, que é mais conhecida como Olivie Blake. É um romance contemporâneo YA sobre as STEM e chega a explorar o facto de o mundo das STEM ainda ser muito masculino e branco, não havendo muita diversidade. E, quando há diversidade, os que correspondem ao padrão não aceitam seriamente as pessoas ou não as aceitam de todo, dizendo que estão a ocupar um lugar devido ao politicamente correto. Li-o em inglês, pois consegui obter o eARC pelo NetGalley. Gostei, mas não adorei. Contudo, penso que isso se deveu mais ao facto de não perceber grande parte do vocabulário associado à tecnologia. Já comprei a edição portuguesa e irei, então, reler o livro em breve!

 

 

Vénus: Um livro que te faça querer jogar vídeo jogos.

Estou a gostar de ver as editoras portuguesas a apostar cada vez mais em novelas gráficas e webtoons. Let's Play - Volume 1, de Leeanne M. Krecic, é um webtoon sobre vídeojogos. Tal como o livro mencionado acima, também explora um pouco a ideia de a mulher fazer parte de um ambiente muito dominado por homens. Isso também está muito presente neste webtoon, que eu já acompanhava na aplicação Webtoon. Quando soube que iria ser publicado em Portugal, fiquei muito contente. Já comprei o primeiro volume, mesmo já tendo lido as páginas incluídas nele. Gosto muito das ilustrações e das personagens multifacetadas que quebram clichés.

 

 

Marte: Um livro inspirado em mitologia ou folclore.

Há tantos livros que poderia indicar aqui, mas escolhi falar sobre Lendários, de Tracy Deonn, uma vez que a continuação vai ser publicada a 24 de agosto em Portugal! Este livro é mesmo espantoso e inspirado no folclore arturiano. O seu tamanho pode assustar algumas pessoas, mas lê-se bem e aborda imensos temas de uma forma brilhante, desde o racismo e a escravatura até ao sexismo e o poder do amor, da amizade e da família. É mesmo um dos melhores livros de Fantasia do nosso século.

 

 

Júpiter: Um livro que despertou em ti sentimentos fortes.

Tenho de falar sobre Being Mary Bennet, de JC Peterson, uma das minhas leituras atuais. É um livro com sentimentos muito fortes e vivos de uma adolescente muito introvertida e com problemas de autoestima. É muito focado no facto de a protagonista sentir-se desvalorizada pela família. Além disso, é também sobre o seu amor por livros e do seu tempo sozinha, algo que pode ser assustador, mas também bom, na medida certa. Penso que pode ser uma boa leitura para adolescentes, principalmente, mesmo que tenha uma personagem que muitos poderão considerar como um pouco antipática. Todavia, há que reconhecer que a literatura não teria graça se todas as personagens fossem perfeitas. Este livro vem mostrar que até é muito interessante acompanhar as aventuras e peripécias de alguém que vai aprendendo com as suas próprias imperfeições.

 

Being Mary Bennet

 

Saturno: Um livro pós-apocalíptico que adores.

Quando os desafios literários têm secções sobre livros pós-apocalípticos, distópicos, etc., menciono sempre Os Jogos da Fome, mas decidi variar um pouco desta vez. Escolhi, então, uma outra trilogia que também me fascinou na altura em que li Os Jogos da Fome. Divergente foi daqueles livros que li muito depressa e mais do que uma vez. Marcou muito a minha adolescência. Deveria reler esta trilogia um dia destes!

 

 

Plutão: Um livro sobre viagens no tempo.

Vou fazer batota e inserir aqui um livro que ainda não li. This is How You Lose the Time War, de Amal El-Mohtar e Max Gladstone, é uma novela que estava há algum tempo na wishlist, mas que ainda não tinha na estante. Entretanto, há uns meses, muitas pessoas compraram-no e leram este livro graças a um tweet muito apelativo e engraçado de alguém que tinha lido a novela e adorado a história. Já o tenho na estante e espero lê-lo este ano!

 

This Is How You Lose the Time War

 

Urano: Um livro que inclui magia elementar.

Lembrei-me imediatamente de The Nature of Witches, de Rachel Griffin. É um livro de Fantasia Contemporânea YA que valoriza imenso o ambiente e apela à luta contra as alterações climáticas. Tem uma protagonista que tem poderes que correspondem às quatro estações do ano, o que é muito raro neste universo. Li-o no ano em que foi lançado e gostei muito e acho que deveria ser publicado cá, pois funciona muito bem como uma introdução ao mundo da Literatura Fantástica.

 

The Nature of Witches

 

Neptuno: Um livro que inclui música.

Como não poderia mencionar um livro sobre K-Pop e música clássica? Em XOXO, de Axie Oh, temos uma protagonista que toca violoncelo e o seu interesse amoroso é um cantor de um grupo de K-Pop! É uma leitura adorável sobre música e a pressão que os adolescentes sentem ao concretizarem os seus sonhos tendo as suas próprias expetativas pesadas nos seus ombros.

 

XOXO

 

Tuxedo Mask: Um livro que tenha mascarados ou identidades escondidas.

Spoiler Alert, de Olivia Dade, encaixa-se bem aqui, uma vez que a protagonista e o seu interesse amoroso escrevem fanfictions de uma série que gostam (e da qual o par amoroso faz parte!) usando pseudónimos. Só que a protagonista não sabe que o homem que ama é aquele com quem fala através desses pseudónimos. Portanto, é uma leitura muito boa e interessante sobre identidades escondidas!

 

Spoiler Alert

 

Rini/Chibi Moon: Um livro infantojuvenil favorito.

Como não poderia colocar aqui Ghost Squad, de Claribel A. Ortega? É criminoso ainda não ter sido publicado cá em Portugal, pois tem imensos ingredientes que os leitores mais jovens adoram, como peripécias que nos deixam colados ao livro e personagens adoráveis e fascinantes!

 

Ghost Squad

 

Luna, Artemis e Diana: Um livro para quem adore animais.

E, para esta última categoria, escolhi A Ciência do Amor, de Ali Hazelwood. Neste romance contemporâneo adulto, uma gatinha desempenha um papel muito importante e ela é tema de picardias engraçadas entre a protagonista e o homem apaixonadíssimo por ela. Uma leitura muito amorosa e engraçada!

 

 

 

E termino, assim, esta book tag fantástica! Quem também gostava de Sailor Moon?

 

Daniela S..png

Barbie Book Tag.png

 

O filme da Barbie, realizado por Greta Gerwig e protagonizado por Margot Robbie, já está nos cinemas portugueses. Não sei quando irei ver o filme, mas, como forma de celebrar a estreia, andei à procura de book tags baseadas no filme e encontrei esta Barbie Book Tag, criada por Thereza Andrada.

 

1. Barbie is Everything: A protagonista mais incrível que já leste.

Como não falar da nossa querida Ana de Ana de Cabelos Ruivos, de Lucy Maud Montgomery? Uma menina amorosa, resiliente e inteligente que mostra o poder extraordinário da imaginação e da palavra!

 

 

2. This Barbie is a Mermaid: Um livro com criaturas mágicas.

A Filha da Deusa da Lua, de Sue Lynn Tan, inspirado na mitologia chinesa, inclui dragões e é uma leitura deliciosa e cativante.

 

 

3. This Barbie is a Doctor/Lawyer/Diplomat: Um livro com protagonista feminina que se passe em ambiente de trabalho.

A Hipótese do Amor, de Ali Hazelwood, passa-se num ambiente académico e de investigação científica. Uma das melhores leituras deste ano!

 

 

4. This Barbie is a Celebrated Author: Um livro da sua autora preferida.

Também de Ali Hazelwood, já li A Ciência do Amor, que me fez ver que Hazelwood é, sem dúvida alguma, uma das minhas escritoras preferidas!

 

 

5. This is Midge: Um livro sobre maternidade.

Em Sete Dias em Junho, de Tia Williams, temos uma protagonista que faz tudo pela sua filha pré-adolescente e vemos um pouco do tema da maternidade abordado neste livro maravilhoso.

 

 

6. There's only one Alan: Um livro com friends to lovers.

Vou mencionar um dos livros que estou a ler. Em Percebe a Dica, Dani Brown, de Talia Hibbert, temos dois amigos, Dani e Zafir, que fingem ser um casal depois de vídeo deles se tornar viral e ajudar a instituição de Zafir. Está a ser uma leitura extraordinária!

 

 

7. He's just Ken: Um livro com um boy lixo.

Portanto, uma personagem masculina que não preste, basicamente. O Darkling, de Luz e Sombra, de Leigh Bardugo, é perfeito para esta categoria.

 

 

 

Espero que tenham gostado da book tag. Até breve, Barbies!

 

Daniela S..png

Já estamos a terminar a primeira metade de 2021, o que significa que está na altura de responder à tag Mid Year Book Freak Out. Todos os anos, muitos leitores, especialmente booktubers, respondem a esta tag e aproveitam para falar sobre os livros que leram nos primeiros seis meses de um determinado ano. Deixo-vos o vídeo da Mafalda, do canal mafireading, como um exemplo. Foi também daqui que retirei as perguntas. Como a tag está originalmente em inglês, traduzi as perguntas. Além disso, não irei responder a todas as perguntas, mas acho que estas serão o suficiente para esta publicação.


1. O melhor livro do ano até agora: The Ones We're Meant to Find, de Joan He, é inicialmente, uma leitura que exige alguma paciência. Demorei algum tempo a ler a primeira metade do livro. No entanto, ao chegar ao capítulo 35, tudo mudou e tornou-se numa leitura extremamente empolgante e surpreendente. É, sem dúvida alguma, um livro que adorei imenso ler até agora. Podem ler a minha opinião sobre o mesmo aqui.

 


 

 

2. A melhor continuação lida em 2021: Há praticamente um mês, li Vicious Spirits, o livro que dá continuação a Wicked Fox, de Kat Cho. Adorei o primeiro livro, mas este segundo capítulo foi ainda mais estrondoso e viciante. Adorei a maneira como a autora inclui elementos da mitologia coreana num cenário moderno. Cada personagem é complexa e interessante, tornando o livro ainda mais cativante. Foi uma boa forma de terminar esta duologia.


Dokkaebi: Vicious Spirits

 

 

3. Novidade recente que ainda não li, mas quero: Este livro, curiosamente, saiu no dia do meu aniversário, isto é, a 19 de janeiro deste ano. Apaixonei-me imediatamente pela capa do livro e a sua sinopse é extremamente interessante. Ainda não comprei este livro infantojuvenil porque algo me dizia que poderia, um dia, ser publicado cá. E eu tinha razão! A Planeta de Livros (antes conhecida apenas como Planeta ou Editorial Planeta) comprou os direitos deste livro ainda antes de este ter sido publicado nos EUA. Estou a falar de Amari and the Night Brothers, de B. B. Alston. Já traduzi a sinopse numa publicação anterior

Uma pequena nota: Espero que esta capa original seja a capa portuguesa!!


 

 

4. O livro mais antecipado da segunda metade do ano: Há imensos livros ainda a ser publicados este ano que estão na minha wishlist. You've Reached Sam, de Dustin Thao, é um deles. Não só a capa é magnífica, como a sinopse promete despertar imensas emoções. Este romance contemporâneo YA é sobre Julie, uma rapariga de 17 anos que tinha todo o seu futuro planeado. Ela iria sair da sua pequena cidade com o seu namorado Sam, ir para a universidade e passar o verão no Japão. Mas Sam morre e tudo muda. Desesperada para ouvir a voz dele mais uma vez, Julie liga para o telemóvel dele para ouvir apenas o seu voicemail. E Sam atende. O que farias se tivesses uma segunda oportunidade para dizeres adeus? 


You've Reached Sam

 

 

5. A maior desilusão: A Good Girl's Guide to Murder prometia imenso e faz com que o leitor crie expetativas elevadas. Afinal, é sempre interessante ver como é que uma adolescente pode agir como uma detetive e até ser capaz de resolver um caso. No entanto, este livro não foi sensacional. Foi muito pouco entusiasmante.

 

A Good Girl's Guide to Murder


 

6. A maior surpresa: Não estava à espera de gostar tanto de The Ones We're Meant to Find. Por causa da primeira metade, pensava que seria uma leitura mediana. Não é que a primeira metade do livro seja péssima, mas torna o livro lento. Mas o livro foi uma grande surpresa e a segunda metade acabou por ter o entusiasmo que gosto de sentir ao ler um livro de Ficção Científica.


7. Nova personagem favorita: Logo no início do ano, li Ana dos Cabelos Ruivos, de L. M. Montgomery. Anne Shirley, a protagonista, é sem dúvida alguma a alma do livro. É uma rapariga extraordinária e adoro como ajuda a passar a mensagem de que a imaginação e as palavras são não só armas poderosas, como também são grandes fontes de vida.

 

 
 
 
8. O livro mais bonito que comprei este ano: This Poison Heart só será lançado no dia 29 de junho, mas a sua capa é uma obra de arte! As cores, a atenção aos detalhes, a personagem... É tudo muito bonito! Encomendei o livro este fim de semana e mal posso esperar para que ele chegue!
Podem ler a sinopse aqui.
 

This Poison Heart

 

 

9. Livros para ler até ao final do ano: Claro que há imensos livros que quero ler até este ano terminar, mas vou referir apenas os que vão chegar a casa nos próximos tempos, como Ace of Spades, de Faridah Àbíké-Íyímídé, Tokyo Ever After, de Emiko Jean, This Poison Heart, de Kalynn Bayron, e A outra metade, de Brit Bennett. 

 

 

Para vocês, como tem sido esta primeira metade de 2021?


Até breve!



Há uns dias, o Blogger eliminou quase toda a minha opinião sobre Eliza e os seus monstros devido às atualizações da sua interface. Como não gostei do que aconteceu, durante dias, pensei em transferir o blogue para o Wordpress. E foi o que aconteceu. Na segunda-feira, "inaugurei" a nova "casa" do meu blogue e publiquei este book tag.

Estava a correr tudo bem até hoje. Estava a rever o artigo que seria publicado esta tarde quando reparei que esta plataforma também fez mudanças na sua interface. Felizmente, não perdi nada. Contudo, a plataforma está péssima agora. Está cada vez menos intuitiva para quem cria conteúdos, na minha opinião. Posto isto, voltei para o Blogger, que parece já ter resolvido os problemas que teve há uns dias.

Hoje, então, publico, novamente, esta book tag. Amanhã, poderão ler a nova opinião que escrevi sobre Eliza e os seus monstros.


Esta book tag, inspirada no novo álbum da Taylor Swift, folklore, foi criada por Ilsa @ A Whisper Of Ink e está em inglês. Por isso, traduzi tudo.

Regras:

  • Publica o link da criadora: Ilsa @ A Whisper Of Ink;
  • Seleciona, pelo menos, 3 outras pessoas para responderem às perguntas;
  • Coloca as regras e as perguntas na publicação;
  • Agradece quem te nomeou e deixa o link dessa pessoa.



the 1 - Um livro cujo final deixou-te sem palavras.

O último livro da trilogia Divergente, Convergente, de Veronica Roth, surpreendeu-me, pois a autora decidiu acabar a história da protagonista de uma forma que, certamente, iria desagradar imensos fãs da trilogia. No meu caso, não fiquei zangada, mas foi uma surpresa, uma vez que nunca pensei que a autora fosse fazer algo que muitos leitores iriam odiar e, na minha cabeça, aplaudi o que ela fez, tendo em conta que ela foi para a frente com o que ela queria e não com o que os leitores queriam ler.

Uma das edições portuguesas.



cardigan - Um livro que te faz sentir feliz e triste ao mesmo tempo.


O Canto de Aquiles, de Madeline Miller, é um livro com uma escrita bonita, mas, tendo em conta que é baseada na trágica história de Aquiles e Pátroclo, é, também, um livro triste.

Podem ler a minha opinião sobre este livro aqui.

Bertrand.pt - O Canto de Aquiles
Capa da edição portuguesa.

 

 

the last great american dynasty - Um livro com uma história fascinante e muito bem contada.


Ainda não escrevi a minha opinião sobre The Poet X, de Elizabeth Acevedo. No entanto, este romance em verso é um dos livros mais bem escritos de sempre e a história é extraordinária.


The Poet X by Elizabeth Acevedo

 

 

exile - Um livro que gostarias de nunca ter lido.


The Catcher in the Rye/À Espera no Centeio, de J. D. Salinger, é um dos piores livros que já li na minha vida e nunca irei perceber como é possível adorarem tanto o protagonista e acharem que a escrita do autor é estupenda…


Bertrand.pt - À Espera no Centeio
Uma das edições portuguesas.


 

 

my tears ricochet - Um livro que te fez chorar incontrolavelmente.


Acho que isso nunca aconteceu. É muito raro chorar por causa de um livro. Quando leio, sinto a alegria ou a tristeza no coração e não através dos olhos.



mirror ball - Um livro que parece ter sido escrito apenas para ti.


Eliza e os seus monstros, de Francesca Zappia, é um romance YA contemporâneo que tem muito a ver comigo. A protagonista desenha webcomics, ou seja, é uma artista. Eu gosto de criar histórias na minha cabeça que, um dia, serão desenvolvidas e escritas. Por isso, de certa forma, também sou uma artista. Não tenho ansiedade nem depressão como a protagonista, mas partilhamos a timidez e a vontade de consumir arte.

Posto isto, de facto, sinto que o livro foi como uma prenda para mim.


Bertrand.pt - Eliza e os Seus Monstros
Edição portuguesa.


 

 

seven - Um livro da tua infância que te faz sentir nostálgica.


Quando era criança, adorava os livros da Anita. Sempre que olho para eles, penso na minha infância.


Anita e a Prenda de Anos (Série Anita, #3) by Gilbert Delahaye
Este livro era um dos meus favoritos.


 

 


august - Um livro que te faz lembrar o verão.


Raparigas Como Nós, o romance contemporâneo YA da Helena Magalhães, tem muito a ver com o verão. Não só a capa tem as cores típicas desta estação do ano, como há momentos no enredo que são passados no verão. Além disso, é um livro com uma escrita leve e, por isso, é uma boa leitura de praia. Ainda não escrevi a minha opinião sobre este romance, mas será publicada ainda este ano.


Bertrand.pt - Raparigas como Nós
Raparigas Como Nós é o primeiro romance contemporâneo desta autora portuguesa. Ficou em segundo lugar na categoria de melhor livro de ficção lusófona no Prémio Livro do Ano 2019.


 

 

this is me trying - Um livro que lida com a solidão e a tristeza.


Sadie, de Courtney Summers, é um romance contemporâneo de mistério para jovens-adultos que aborda assuntos muito pesados, havendo solidão e tristeza. Fala sobre pedofilia, raptos, abuso sexual, entre outros assuntos.

É mais um livro cuja opinião ainda não escrevi, mas será publicada ainda este ano também.


Bertrand.pt - Sadie
Edição portuguesa.


 

 

illicit affairs - um livro que te deu uma ressaca literária.


Normalmente, uma ressaca literária acontece quando acabamos de ler um livro muito bom e, ao começarmos a ler outro, não conseguimos parar de pensar no primeiro livro e, por isso, nem sequer queremos ler o outro. Isto já aconteceu algumas vezes comigo.

Isto aconteceu quando eu acabei de ler A Fórmula do Amor, de Helen Hoang. Podem ler a minha opinião sobre este livro magnífico aqui.


Bertrand.pt - A Fórmula do Amor
Edição portuguesa.


 

invisible string - Um livro que apareceu na tua vida no momento certo.


A trilogia Os Jogos da Fome, de Suzanne Collins, apareceu num momento da minha vida em que ainda não sabia o que queria fazer no futuro. Estes livros mostraram-me que a literatura é algo que tem mesmo de fazer parte da minha vida e do meu percurso profissional.


Bertrand.pt - Os Jogos da Fome
Edição portuguesa do primeiro livro da trilogia.


 

 

mad woman - um livro com uma personagem feminina que adoras.


Adoro a Delilah Bard, da trilogia Sombras de Magia, de V. E. Schwab. É uma lutadora interessante e que não tem papas na língua. Sabe que é boa no que faz e não deixa que os outros desvalorizem os seus talentos.

Podem ler as minhas opiniões sobre os dois primeiros livros aqui e aqui.


Bertrand.pt - Uma Magia Mais Escura
Edição portuguesa.


 

 

epiphany - Um livro que é assustador.


Ensaio sobre a Cegueira, de José Saramago, não é um livro de terror. No entanto, é um estudo de como os seres humanos poderiam reagir perante uma pandemia que provoca cegueira. Os comportamentos e as atitudes de muitas personagens deste livro são mesmo assustadores.

Podem ler a minha opinião sobre este livro aqui.


Bertrand.pt - Ensaio sobre a Cegueira
Uma das capas portuguesas.

 

 

betty - Um casal literário que te enche de enternecimento.


Li E se formos nós, de Becky Albertalli e Adam Silvera, no início deste ano, o que significa que ainda não escrevi uma opinião sobre este YA contemporâneo. No entanto, posso já dizer que o casal deste livro tem momentos fofos. Ainda assim, vou alterar um pouco esta pergunta, pois gosto mais de um dos rapazes da relação do que do outro. Arthur é muito desajeitado, mas também é muito fofo. Não gostei tanto do Ben, mas gostei da relação estranha e adorável deles.


Bertrand.pt - E se Formos Nós
Edição portuguesa.


 

 

peace - Uma personagem por quem morrerias por gostares dela.


Gosto de muitas personagens. Portanto, vou deixar esta pergunta sem resposta.


hoax - Um livro que pensavas que irias gostar, mas não gostaste.


Há uns anos, comprei Lucrécia – A Princesa do Vaticano, de C. W. Gortner. Comecei a ler este romance histórico em junho. Pensava que iria gostar do livro, pois é sobre os Bórgia, focando-se na Lucrécia. Contudo, não acabei de ler este romance porque as cenas de violação eram desnecessárias e deixaram-me desconfortável.


Bertrand.pt - Lucrécia Bórgia
Edição portuguesa.


 

E a book tag termina aqui! O que acharam destas respostas? Já ouviram folklore? Gostaram do álbum?

 

Há umas semanas, descobri esta book tag, que foi criada pela Tiffany, uma blogger literária que vive nos EUA e adora o outono. Hoje, irei responder aos desafios que ela criou.

Como está em inglês, nas legendas das imagens, irão encontrar a minha tradução dos desafios.



Acende uma vela aromatizada: Um livro que é leve, alegre.

I Believe in a Thing Called Love, de Maurene Goo, pode ser um romance YA contemporâneo cheio de clichés e com decisões muito questionáveis, mas também é uma leitura muito leve e divertida.





Bebe Pumpkin Spiced Lattes: Um livro muito hyped (livro que está em todo o lado).

Devido ao seu enorme sucesso nos EUA, não percebo como é que o romance adulto The Seven Husbands of Evelyn Hugo (ainda) não foi publicado em Portugal.
É sobre Evelyn Hugo, uma antiga estrela de Hollywood, e Monique Grant, que decide entrevistar a atriz. Evelyn conta a verdade sobre a sua vida escandalosa e cheia de glamour, desde os sete maridos que teve até à sua saída da vida de Hollywood nos anos 80. Ao longo do tempo, Monique cria uma ligação com a atriz e pensa mais sobre a sua vida.
Até pessoas que não leem muitos romances adultos adoraram este livro e ele esteve nas bocas do mundo há uns meses. Uma editora portuguesa deveria ter aproveitado o auge do livro, mas penso que não é tarde demais.


The Seven Husbands of Evelyn Hugo



Apanha maçãs: Um livro que tem amizades divertidas.

O coração de Simon contra o mundo, de Becky Albertalli, tem um bom conjunto amizades divertidas! Amizades onde há apoio, amor e respeito, sendo também muito divertidas e repletas de referências da cultura pop!


Bertrand.pt - O coração de Simon contra o mundo



Veste uma sweater acolhedora: Um livro que aquece o teu coração.

A coleção Harry Potter aquece sempre o meu coração, pois estes livros tornaram-me na leitora que sou hoje.


Resultado de imagem para harry potter editorial presença



Podem responder aos desafios desta book tag, mas não se esqueçam de ler primeiro o post original e identificar a Tiffany na vossa publicação!



Hoje é o dia da estreia da terceira temporada de Stranger Things, uma série de Terror, de Ficção Científica e de Suspense que conta com elementos nostálgicos dos anos 80, monstros, mistérios, conspirações e um elenco (principalmente o infantojuvenil) talentoso.

Por adorar imenso esta série, decidi responder a uma book tag sobre a mesma. Como a book tag foi criada em inglês, eu irei traduzir as perguntas. Se quiserem ler a publicação em inglês, cliquem aqui.


A imagem pode conter: 5 pessoas, texto
Um dos posters da terceira temporada.



1. The Vanishing of Will Byers- O primeiro livro de uma coleção que te deixou intrigado e um pouco confuso: Li há uns dias Monstress- Volume 1: Despertar, de Marjorie Liu e Sana Takeda. Embora tenha gostado imenso das ilustrações, achei alguns diálogos um pouco confusos. Espero publicar uma opinião sobre este livro este verão.


Bertrand.pt - Monstress - Despertar
Sinopse aqui.


2. The Upside Down- Um livro com um cenário onde não gostarias de viver:
Até agora, só li os primeiros dois livros (segundo a edição protuguesa) d'As Crónicas de Gelo e Fogo, mas gosto muito das personagens e dos seus enredos políticos. Ainda assim, quem gostaria de viver neste universo criado por George R. R. Martin? Não seria uma experiência muito boa.


Bertrand.pt - A Guerra dos Tronos
Sinopse do primeiro livro aqui.


3. Eleven- Um livro que esteja um pouco estragado, mas que adoras imenso: No mês passado, li A mulher que correu atrás do vento, de João Tordo. Gostei muito, mas o meu exemplar está um pouco estragado, porque esteve dentro de uma mala onde eu tinha colocado uma garrafa de água mal fechada....


Bertrand.pt - A Mulher que Correu Atrás do Vento
Sinopse aqui.


4. Mike, Lucas and Dustin- Uma trilogia que lês sempre que precisas de algo revigorante: Até agora, não reli nenhuma trilogia, mas escolheria a d'Os Jogos da Fome, de Suzanne Collins.


Resultado de imagem para os jogos da fome trilogia portugal
Sinopse do primeiro livro aqui.


5. The Demogorgon- Um livro com um monstro assustador que não gostarias de enfrentar num beco escuro: Vou fazer batota e escolher um monstro que vi num filme que, na realidade, é uma adaptação de um livro. Não gostaria de enfrentar o famoso palhaço d'A Coisa, de Stephen King.


Bertrand.pt - A Coisa - Livro I
Sinopse da primeira parte aqui.


6. Dr.º Brenner- Um livro com um vilão que não só é manipulador, como também é dedicado: Valentine Morgenstern, da coleção Os Instrumentos Mortais, manipula facilmente os seus seguidores e dedica-se muito à sua causa. É sedento por poder e glória.


Bertrand.pt - A Cidade dos Ossos
Sinopse do primeiro livro aqui

7. Nancy Wheeler- Um livro que não esperavas amar: A Fórmula do Amor, de Helen Hoang, foi uma bela surpresa! Leio romances contemporâneos focados em relações amorosas, mas prefiro ler livros de Fantasia e de Ficção Científica. Ainda assim, adorei o livro da Helen Hoang e fiquei surpreendida ao saber que é o seu primeiro livro! É uma escritora que merece ter mais leitores.


Bertrand.pt - A Fórmula do Amor
Sinopse aqui.

8. Hawkins, Indiana- Um livro com um cenário um pouco estranho: A maior parte do enredo de City of Ghosts, de Victoria Schwab (também conhecida como V.E. Schwab), ocorre em Edimburgo, Escócia. É um cenário estranho por ser um local com uma aura fantasmagórica.


City of Ghosts
Sinopse (em inglês) aqui.


book tag termina aqui. Espero que tenham achado esta publicação interessante.

E que o dia de hoje seja um dia muito "estranho" para os fãs de Stranger Things!




O blogue está cheio de teias de aranha e de pó, portanto, decidi inovar um pouco, dando-vos a conhecer as book tags.


Book Tag é um conceito famoso na comunidade online internacional de leitores e consiste num conjunto de perguntas literárias que se baseiam em cantores (ou apenas canções), filmes, personalidades importantes, objetos, etc. Neste caso, a Book Tag que eu escolhi, ou melhor, o Desafio, tem perguntas baseadas nos instrumentos musicais.



Este desafio foi criado por dois bloggers estrangeiros, Keira e Anthony, o que significa que foi necessário traduzir as questões. Se quiserem o desafio original, basta clicar aqui.


1- Piano (O piano é, sem dúvida alguma, um instrumento clássico. Já foi conhecido como piano forte. Para esta categoria, escolhe um livro que marcou a História): Um clássico que tu adoras.

Em relação à literatura estrangeira, posso dizer que Orgulho e Preconceito, de Jane Austen, tem um lugar especial no meu coração. Também adorei ler Utopia, de Thomas More, nas aulas de Cultura Inglesa. 


Como podem ver, li-o em Português, mas quero muito comprar uma edição inglesa. Em relação ao livro de Thomas More, li-o em Inglês.

Quanto à literatura portuguesa, Amor de Perdição (Memórias dum família), de Camilo Castelo Branco, é o meu preferido. É simplesmente fabuloso! Adorei a escrita magnífica de Camilo.


Uma das edições mais recentes.


2- Keyboard (É uma versão moderna do piano com algumas modificações ligeiras. Para esta categoria, escolhe um livro que é um reconto de um clássico, de um conto de fadas, de um conto popular, etc) : Um reconto de uma história famosa.

A Court of Thorns and Roses (tradução livre: Uma corte de espinhos e rosas), de Sarah J. Maas. reconta a história de "A Bela e o Monstro", um conto de fadas francês. Maas sempre teve um fascínio por contos de encantar e decidiu escrever este livro baseado no conto francês, mas acrescentando elementos novos, como Fadas, lutas e outras criaturas sombrias. Além disso, é um livro muito mais complexo do que a história original. São notáveis os toques leves do conto na obra da escritora, que tem uma escrita cativante, capaz de entusiasmar qualquer leitor de livros de Fantasia.

Se tiverem curiosidade em ler algum livro de Sarah J. Maas, podem ler Trono de Vidro, que foi publicado pela Editorial Presença no ano passado. É o primeiro volume de uma coleção de 6.

Este livro pertence a uma trilogia e já foi publicada a sequela, A Court of Mist and Fury (tradução livre: Uma corte de névoa e fúria).


3- Guitarra (É um instrumento muito popular. Qual o livro que amas tal como toda a gente?): Um livro popular que tu adoras.

Não um livro, mas sim a coleção Harry Potter, de J.K. Rowling! É impossível não adorar uma história que encantou milhões de leitores de vários cantos do mundo.


As primeiras edições inglesas de cada livro.

4- Violoncelo (É um instrumento arrebatador com um som poderoso que pode ser bastante assustador. Nomeia um livro que te dê arrepios): Um livro que te deu calafrios.

Endgame- A Chamada, de James Frey e Nils Johnson-Shelton, deu-me calafrios, mas num bom sentido. Na minha opinião, é um livro repleto de adrenalina e de ação. Lerei a sequela, Endgame- A Chave do Céu, em junho.




5- Voz (Sabias que a voz é considerada um instrumento musical? Qual livro parece ter um canto diferente do habitual?): Um livro com uma escrita única.

Até agora, só li um romance de José Saramago, Memorial do Convento. No entanto, foi o suficiente para perceber o sucesso do vencedor do Nobel da Literatura. Ao contrário de muitos colegas meus, gostei imenso da escrita do autor. Lerei, em breve, Ensaio sobre a Cegueira.






6- Triângulo (não é vergonhoso tocar o triângulo e é mais complicado do que parece. Nomeia um livro que amas, mas que as pessoas gozam contigo por isso): Um livro que não gostas de dizer que já leste

Eu digo sempre que já li os livros de Harry Potter. No entanto, estão sempre a dizer-me que são livros para crianças. Às vezes, apetece-me dizer que, então, sou uma criança feliz.





7- Flauta (Parece ser um instrumento bonito e delicado, mas pode produzir sons poderosos- mas não quer dizer que sejam bonitos. Nomeia um livro que te surpreendeu): Um livro que pensavas que ia ser uma coisa, mas afinal foi outra.

Os Jogos da Fome, de Suzanne Collins, foi o primeiro livro distópico que eu li e surpreendeu-me imenso. Graças a ele, já li outras distopias sensacionais, como Divergente e Alvorada Vermelha.




8- Flautim (É um grande instrumento, exceto se fores a pessoa sentada ao lado de quem o toca- tampões de ouvido são necessários. Escolhe um livro que não adoraste tanto como os outros): Um livro que é sobrevalorizado.


O Último Segredo, de José Rodrigues dos Santos. A escrita dele é sobrevalorizada, sem dúvida alguma. Ainda não percebi como há tantas pessoas que gostam dos livros dele. Enfim, cada um tem os seus gostos.



9- Oboé (Um instrumento glorioso que nem todos tocam. Nomeia um livro que tu leste, mas os outros não): Um livro que muitas pessoas ainda não leram.

Toda a gente deveria ler (ou, pelos menos, experimentar ler) O Circo dos Sonhos, de Erin Morgenstern. É literalmente um livro mágico. A escrita é fascinante, a ação é extraordinária e as personagens são fantásticas.



10- Harpa (Um outro instrumento ligado à tradição e com um som cativante. Qual foi o livro que te fez apaixonar por completo?): Um livro que te encantou imediatamente.


Contos de cães e maus lobos, de Valter Hugo Mãe, encheu o meu coração por completo! As histórias são únicas e quem dera que cada um dos contos fosse, na realidade, um romance. Quando cheguei ao fim da leitura de certos contos, fiquei tão triste porque queria mais!





11- Acordeão (Um instrumento intemporal que encaixa em certos lugares... e não em outros. Nomeia um livro que se situa em diversos períodos temporais).


Talvez Se eu ficar, de Gayle Forman? É um livro composto de analepses que estão encaixadas no tempo presente da personagem principal, que está num coma profundo depois de ter sofrido um acidente de viação.





12- Gaita de foles (Um instrumento complicado que pode produzir um som horrível, se for tocado de forma incorreta). Nomeia um livro com um enredo complexo.

A coleção de George R. R. Martin, As Crónicas de Gelo e Fogo, tem um enredo muito complexo! Só li o primeiro volume, mas adorei-o imenso! Foi essa mesma complexidade que me encantou.

A coleção conta com 5 livros, até ao momento. Em Portugal, cada volume está dividido em dois.


O primeiro volume da coleção, A Game of Thrones, está dividido em dois: A Guerra dos Tronos e A Muralha de Gelo.


13- Violino (Já ouviste um iniciante a tocar violino. Magoa. Nomeia um livro que teve um início difícil e que ficou melhor ao longo da leitura).

Ai, Os Maias, de Eça de Queirós... Aquele primeiro capítulo foi... "forte". Mas gostei da história.






Gostaram deste desafio? Gostariam de ver mais desafios destes no blog?