Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Biblioteca da Daniela

A Biblioteca da Daniela

A segunda parte da terceira temporada de Bridgerton chega amanhã. Por isso, decidi fazer uma publicação onde associo vestidos da primeira metade da série a capas de livros que fazem parte da minha lista de livros que gostaria de ler!

 

Primeiro, temos um vestido azul com detalhes cor-de-rosa da Penelope. A esse vestido, associei Flowerheart, de Catherine Bakewell. "A magia de Clara sempre foi selvagem, mas nunca foi perigosa. Um dia, um simples toque faz com que flores venenosas desabrochem no peito do seu pai.

A única maneira de o curar é lançar um feitiço extremamente difícil que requer controlo perfeito. E a única pessoa disposta a ajudar é o seu antigo melhor amigo, Xavier, que passou de uma criança doce e tímida a alguém distante e misterioso.

Xavier pede um preço terrível em troca, sabendo que Clara dará tudo para salvar o pai. Enquanto ela luta para reconciliar o novo Xavier com o rapaz que ela amou, ela descobre quantos segredos ele esconde. E, enquanto ela procura pela verdade, ela encontra a raiz de uma terrível escuridão que se apoderou do reino - uma escuridão que só a magia de Clara é poderosa o suficiente para parar."

 

2.png

  

A seguir, novamente com a Penelope, temos um vestido de tons esverdeados e azulados. Escolhi, então, Um Namorado Para Levar, Please!, de Sher Lee. "O Dylan não tem uma vida fácil, entre ir às aulas e ajudar a tia no restaurante da família.
O Theo parece ter uma vida de sonho. É rico, giro, encantador e consegue tudo o que quer.
Os seus mundos são tão diferentes como o Sol e a Lua, mas quando se cruzam dá-se um eclipse.
O Theo decide ajudar o Dylan no restaurante e em troca só pede um favor: que ele seja o seu falso namorado e o acompanhe a um casamento.

No mundo de luxo, privilégio e dramas de gente rica, o romance entre os dois é suposto ser a fingir… até se tornar demasiado real.

Uma comédia romântica com um aspirante a chefe de cozinha que descobre que a receita para o amor é mais complicada do que parece e que, no meio de um falso namoro, pode haver sentimentos demasiado reais."

 

3.png

  

O próximo vestido é da Francesca, branco e com decoração dourada. Fez-me lembrar Twisted Games, de Ana Huang. "Um amor proibido, uma química fora de série!
Magnífica, obstinada e amarrada pelas correntes do poder, a princesa Bridget sonha com a liberdade de viver e amar como quiser. Quando o irmão, o herdeiro, abdica por amor, Bridget é forçada a assumir o trono que nunca ambicionou e enfrentar um casamento sem amor e politicamente conveniente.
Enquanto navega pelos meandros - e traições - do seu novo papel real, tem de esconder o seu desejo por um homem que nunca poderá ter. O guarda-costas. O seu protetor. A sua desgraça.
***
Estoico, taciturno e arrogante, o guarda-costas Rhys Larsen tem duas regras de que não abdica: proteger os seus clientes a todo o custo e não se envolver emocionalmente. Sempre. Nunca se sentiu tentado a quebrá-las… Até a conhecer. Bridget von Ascheberg. Uma princesa teimosa e com um fogo oculto que reduz a cinzas as suas regras. Ela não é nada do que ele esperava e, afinal, é tudo o que ele nunca soube que precisava.
Dia após dia, centímetro a centímetro, ela quebra as defesas de Rhys até que ele não pode mais negar a verdade - jurou protegê-la, mas quer arruiná-la. Levá-la consigo. Ela é sua. A sua princesa. O seu fruto proibido. As suas fantasias mais ousadas.
Inesperado e proibido, o amor que surge pode destruir um reino… e condenar os dois.
Twisted Games é um romance incrível, absolutamente viciante e envolvente."

 

4.png

 

E voltamos para a Penelope. Desta vez, é o vestido esmeralda, um dos mais emblemáticos da temporada. Associei-o ao livro A Song of Wraiths and Ruin, de Roseanne A. Brown. "Para Malik, o festival Solstasia é uma oportunidade para escapar a sua terra atingida pela guerra e começar uma vida nova com as suas irmãs na cidade deserta próspera de Ziran. Porém, quando um espírito vingativo rapta a sua irmã mais nova, Nadia, como pagamento para entrar na cidade, Malik faz um acordo para matar Karina, a princesa herdeira de Ziran, em troca da liberdade de Nadia.

No entanto, Karina tem as suas próprias aspirações mortais. A sua mãe, a Sultana, foi assassinada. A corte dela ameaça causar um motim e Solstasia é como uma faca no seu pescoço. Atingida pelo luto, Karina decide ressuscitar a mãe através de magia antiga... Adquirindo um coração de um rei. Ela sabe como obter um: deve oferecer a sua mão em casamento ao vencedor da competição de Solstasia."

 

5.png

 

A Cressida também tem vestidos interessantes esta temporada, como este cor-de-rosa, ao qual associei Finding Junie Kim, de Ellen Oh. "Junie Kim só quer encaixar-se. Por isso, ela mantém a cabeça para baixo e tenta não atrair atenção para ela mesma. Mas quando um graffiti racista aparece na sua escola, Junie deve decidir entre ficar em silêncio ou falar.

Depois, na aula de História, os alunos têm um projeto a realizar e Junie decide entrevistar os seus avós e aprende sobre as suas experiências inacreditáveis enquanto crianças que passaram pela Guerra da Coreia. Junie admira a determinação feroz da avó em superar adversidades impossíveis e a compaixão inabalável do avô durante o tempo da guerra. À medida que o racismo na escola difunde-se mais, Junie usa a força dos seus ancestrais para encontrar a coragem para fazer o que é correto.

Finding Junie Kim lembra-nos que, dentro de nós, há a força de superar dificuldades e para sair triunfante."

 

6.png

 

O próximo vestido é de Alice Mondrich. Um vestido primaveril verde com flores vermelhas. Escolhi Into the Bright Open, de Cherie Dimaline. "Mary Lennox não pensou na morte até ao dia em que ela bateu educadamente na porta do seu quarto e se convidou para entrar. Quando um terrível acidente a deixa órfã aos quinze anos, Mary é enviada para o deserto da Baía Georgiana para viver com um tio que ela nunca conheceu. A princípio, a menina impassível e calculista acredita que esta nova mansão será igual à que ela deixou em Toronto: fria, isolada e tudo menos alegre, onde os funcionários são tratados como funcionários e nunca como família. Mas, à medida que ela lentamente permite que o seu coração se abra como as primeiras flores da primavera, Mary descobre que este lugar e povo estranhos - a maioria dos quais são indígenas autodenominados 'mestiços' - podem ser o que ela pode finalmente chamar de lar."

 

7.png

 

O que acharam da Lady Tilley? Eu gostei da sua aura misteriosa, bem como do seu vestido azul escuro. Fez-me lembrar The Dark Place, de Britney S. Lewis. "Hylee Williams, de dezassete anos, não pediu para desaparecer. Mas ela desapareceu,. Além disso, quando desapareceu do nosso mundo, materializou-se numa versão sombria e distorcida da noite que mudou a sua vida para sempre: a noite em que o seu irmão mais velho desapareceu.

Mal Hylee percebe que este momento pode ser a chave para desvendar a verdade sobre o seu irmão, ela é arrancada do lugar escuro de volta ao nosso mundo. Por desejar uma sensação de normalidade, ela vai a uma festa com a sua melhor amiga – onde conhece Eilam Roads. Alto, bonito e inegável e inexplicavelmente familiar, Hylee não consegue evitar a atração que sente por ele. É uma situação clássica de adolescente que conhece rapaz, até que acontece novamente. Ela desaparece, mesmo à frente dele.

Juntos, Hylee e Eilam investigam a verdade sobre o tempo, o espaço e a realidade, com Hylee cada vez mais convencida de que a sua viagem no tempo é a chave para salvar o seu irmão. Mas, quanto mais aprendem, mais Hylee começa a ver a escuridão a espreitar o seu mundo – e a si mesma."

 

8.png

 

Eu também gostei de alguns vestidos da Philippa, como este verde com flores cor-de-rosa. Associei-o ao That Time I Got Drunk and Saved a Demon, de Kimberly Lemming. "A vida tranquila de Cinnamon,  uma comerciante de especiarias, vira de cabeça para baixo quando ela vai parar a uma missão com um demónio de fogo.

Tudo o que ela queria era viver em paz - talvez arranjar um gato, expandir a fazenda de especiarias da família. Na verdade, qualquer coisa que não envolvesse uma aventura onde um orc pudesse arrancar o seu rosto. Mas dizem que a deusa tem favoritos e, se tiver, Cin claramente não é um deles.

Depois de Cin salvar o demónio Fallon enquanto estava bêbeda de vinho, Fallon revela que tudo o que ele realmente quer fazer é matar uma bruxa malvada que escraviza o seu povo. E quem pode culpá-lo? Mas, agora ele, está a arrastar a Cinnamon consigo, quer ela goste ou não. Pelo lado positivo, pelo menos ele continua a queimar a camisa.…"

 

9.png

 

E, finalmente, temos o vestido roxo de Prudence, que me fez lembrar Dear Wendy, de Ann Zhao. "Sophie Chi está no seu primeiro ano de faculdade (embora os seus pais desejassem que ela frequentasse uma universidade "de verdade" em vez de uma escola de artes liberais) e há muito aceitou a sua identidade aroace (aromântica e assexual). Ela sabe que nunca se apaixonará, mas gosta de ter uma conta no Instagram onde oferece conselhos sobre relacionamentos aos alunos da sua escola. Ninguém, exceto a sua colega de quarto, pode saber que ela está por trás da conta incrivelmente popular “Dear Wendy”.

Quando Joanna “Jo” Ephron (também uma estudante universitária do primeiro ano) criou a sua conta “Sincerely Wanda”, não era para ficar popular ou ser levada a sério – não como a de Wendy. Mas, agora, pode haver uma espécie de rivalidade com a conta de Wendy? Ops. Como se Jo não tivesse mais que fazer a não ser ter crises existenciais sobre identidade de género, pensar se algum dia será verdadeiramente amada e a possibilidade de os seus poucos amigos encontrarem Aquele e depois esquecê-la!

Enquanto as tensões aumentam online, Sophie e Jo ficam mais próximas na vida real, especialmente quando percebem a sua identidade aroace comum e iniciam uma organização no campus para outros estudantes como elas. Será que a amizade delas sobreviverá se elas descobrirem quem está por trás das contas de Wendy e Wanda?

Explorando identidades a-spec, a vida universitária e muito mais, embora perfeita para fãs de Loveless, de Alice Oseman, esta é, em última análise, uma história de amor sobre duas pessoas que não estão - e não estarão - apaixonadas!"

 

10.png

 

 

 

E é desta forma que termino a publicação de hoje. O que acharam destas combinações?

 

 

 

Daniela S..png

2 comentários

Comentar post