Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Biblioteca da Daniela

A Biblioteca da Daniela

Junho foi um mês cheio de tentações literárias!

 

Primeiro, temos Desaparecida, um thriller de Rachel Hawkins. "Jane, recém-chegada a Birmingham, Alabama, é uma dogsitter sem dinheiro em Thornfield Estates - um condomínio fechado repleto de mansões, SUV reluzentes e donas de casa entediadas. O tipo de lugar onde ninguém vai reparar se Jane roubar, entre outras coisas, as joias descartadas nas mesinhas de cabeceira dos seus clientes abastados. Onde ninguém vai pensar em perguntar se Jane é o seu nome verdadeiro… Mas a sua sorte muda quando conhece Eddie Rochester. Recém-viúvo, Eddie é o residente mais misterioso de Thornfield Estates. A sua mulher, Bea, afogou-se num acidente de barco com a melhor amiga, e os seus corpos ficaram perdidos para sempre nas profundezas. Jane não pode deixar de ver uma oportunidade em Eddie - ele não só é rico, sério e bonito, como também lhe pode oferecer o tipo de proteção que ela sempre desejou. No entanto, enquanto Jane e Eddie se apaixonam, ela é progressivamente ensombrada pela lenda de Bea, mulher perfeita. Como pode a simples Jane alguma vez estar à altura? E conquistará o coração de Eddie antes que o seu passado - ou o dele - a venha assombrar?

Com um suspense delicioso, uma graça particular e uma refrescante sensibilidade feminina, Desaparecida vira o tabuleiro na trama habitual do romance proibido e da atração imprudente - e de uma mulher que se recusa a permanecer enterrada".

 

Foi publicado pela Bertrand Editora a 2 de junho.

 

desaparecida.png

 

Também neste dia, foi publicado, pela Editorial Presença, Os Jogos da Herança, de Jennifer Lynn Barnes. Neste primeiro livro de uma trilogia de thrillers YA, "Avery Grambs tem o seu futuro muito bem planeado: vai conseguir sobreviver ao secundário, ganhar uma bolsa de estudo e fugir dali. Mas o destino troca-lhe as voltas. a vida muda… num segundo. Quando o multimilionário Tobias Hawthorne morre e deixa toda a sua fortuna a Avery, os planos caem por terra e ela pergunta-se: Mas quem é Tobias Hawthorne, de quem nunca ouvi falar, e por que razão me fez sua herdeira?

Estamos tão espantados quanto Avery, quando, a páginas tantas, vem a segunda surpresa: para receber a herança, ela tem de se mudar, de malas e bagagens, para a Casa Hawthorne, local onde Tobias Hawthorne viveu e que espelha a sua personalidade. Em cada canto, há puzzles, códigos secretos, passagens escondidas, enigmas… E, nessa casa, estão quatro rapazes perigosos, magnéticos e inteligentíssimos. Quem são? Os netos de Hawthorne, que esperavam herdar a fortuna do avô…

Fechados na Casa Hawthorne, Avery e os quatro netos deserdados vão travar uma luta desigual por aquela fortuna. Os Jogos da Herança não são uma brincadeira de crianças… a regra é simples: nesta vertigem de vida ou morte, onde é preciso decifrar mistérios a cada passo, quem ganhar fica com… tudo. Quão longe estão dispostos a ir para vencer?"

 

os jogos da herança.png

 

Ainda a 2 de junho, foi lançado, pela Marcador, Ilusão de Amor à Espanhola, de Elena Armas, um romance contemporâneo adulto. "Catalina Martín precisa desesperadamente de um acompanhante para o casamento da irmã. Sobretudo quando perdeu o controlo da sua mentira inofensiva sobre o namorado americano. Agora toda a gente que ela conhece - incluindo o ex-namorado - estará presente.

Catalina só tem quatro semanas para encontrar alguém disposto a cruzar o Atlântico por ela e ajudar na mentira. o voo de Nova Iorque para Espanha não é curto e a sua família não será fácil de enganar… Mas mesmo assim, quando Aaron Blackford - o chato altíssimo e de olhos azuis - se oferece para ajudar, ela não se sente nada tentada a aceitar. Nunca houve homem mais irritante e insuportável.

No entanto, Catalina está desesperada e, à medida que o casamento se aproxima, mais desejável se torna a opção de Aaron Blackford..."

 

a ilusão do amor à espanhola.png

 

A próxima novidade é Romance de Verão, de Emily Henry, um romance contemporâneo adulto que promete ser, de facto, a leitura do verão de 2022. "Dois escritores. Um prazo. Uma história à espera de ser contada.

January é uma escritora romântica e uma otimista por natureza. Augustus é um escritor literário indiferente ao amor e frio por opção. Mas January e Gus têm em comum mais do que pensam. Ambos estão: Falidos. Paralisados por bloqueios criativos. Obrigados a escrever bestsellers antes que o verão acabe. A morar ao lado um do outro.

O resultado? Uma aposta para trocar de género literário e ver quem é publicado primeiro.

Durante o verão, Augustus vai escrever uma história feliz, enquanto January vai escrever o próximo Grande Romance Americano.
O risco? Ao contarem as histórias um do outro, as suas vidas poderão ficar viradas do avesso. Mas ela vai levá-lo em visitas de pesquisa dignas de um filme de Hollywood, e ele vai detestar. E ele vai apresentá-la a sobreviventes de um culto mortífero no meio do nada (obviamente) e ela vai ficar indiferente. Certo? Ambos terminarão os seus livros e ninguém se apaixonará. A sério. Mesmo a sério. É isso que vai acontecer".

 

A Quinta Essência publicou este livro a 14 de junho.

 

romance de verão.png

 

A seguir, temos uma novidade infantojuvenil de um autor português. Colégio do Templo - As Origens, de Nuno Bernardo, é a continuação de Colégio do Templo - O Corvo. "A calma parece ter regressado ao colégio. Decidida a concentrar-se na sua nova vida, a Sara não se quer envolver em investigações nos próximos tempos.

Só que as suas intenções caem por terra quando a polícia local não consegue resolver o alegado crime de uma rapariga que, indiciam as provas, esteve em dois lugares ao mesmo tempo. Sem solução para o mistério, o inspetor do caso vê-se obrigado a pedir ajuda aos alunos do colégio.

Enquanto tenta provar a inocência da enigmática Jasmim, a Sara descobre um antigo diário que a vai levar numa viagem às origens do Colégio do Templo. Afinal, quem é o professor Jorge e porque é que criou o colégio? Que segredos esconde? E acima de tudo… poderão os alunos estar em perigo?"

 

A Manuscrito Editora lançou este livro a 15 de junho.

 

Colégio do Templo - As Origens.png

 

Stranger Things - Acampamento de Ciências, de Jody Houser (escrita), Edgar Salazar e Keith Champagne (ilustração), é uma banda desenhada de Ficção Científica perfeita para os fãs da série da Netflix. "Dustin chega ao acampamento de ciências Know Where e tem de lidar com hierarquia instituída sem a ajuda do seu grupo de amigos de Hawkins. Porém, ao mesmo tempo que enfrenta o bullying de alguns dos novos colegas, uma outra ameaça assombra os jovens cientistas e os monitores do acampamento: uma figura misteriosa, com uma máscara de Albert Einstein, aparece naquele cenário bucólico com intenções sinistras. Quando os monitores começam a desaparecer uns atrás dos outros, Dustin percebe que não conseguirá resolver o mistério sozinho e terá de se pôr em sintonia com Suzie e os outros participantes antes que a tensão se torne insuportável".

 

Foi publicado pela Edições Asa a 21 de junho.

 

Stranger Things - Acampamento de Ciências.png

 

Depois, temos Como Se Fôssemos Vilões, de M. L. Rio, um thriller psicológico que é como uma carta de amor a Shakespeare. "Éramos sete nessa altura, sete almas fulgurantes com futuros prodigiosos à nossa frente. Estávamos sempre rodeados por livros e palavras e poesia, todas as paixões ferozes do mundo…

Oliver Marks era um jovem ator a estudar Shakespeare numa escola de artes de elite, um sítio mágico, isolado e elegante onde o calor ainda provinha da lareira e as palavras se guardavam entre capas de couro. Oliver cedo reparou no quanto os seus colegas se assemelhavam na vida real aos papéis que assumiam em palco - o vilão, o herói, o tirano, a sedutora.

Ele, porém, parecia condenado a representar personagens secundários. Mas quando os professores decidiram agitar as águas e trocar a ordem pré-estabelecida, a rivalidade amigável depressa deu lugar a sentimentos mais mesquinhos, e a ação ultrapassou a esfera do teatro… para culminar numa trágica morte em plena noite de estreia.

Dez anos passaram, e Oliver acaba de cumprir pena de prisão pelo assassinato de um dos seus melhores amigos. À sua espera está o homem responsável pela sua detenção, que não desiste de saber o que realmente aconteceu. Pois algo naquela história não bate certo… Estará Oliver finalmente preparado para contar e verdade?"

 

Também foi lançado pela Edições Asa a 21 de junho.

 

Como Se Fôssemos Vilões.png

 

Mais um livro do universo do Stranger Things foi publicado no mês passado. Desta vez, foi um romance sobre Robin. Em Stranger Things - Robin, a Rebelde, de A. R. Capetta, "o décimo ano está a começar e os membros do Esquadrão Singular decidem que, desta vez, vão tentar adaptar-se e agir normalmente. Robin conhece bem esse jogo — afinal, tem vindo a fingir há anos, esperando que ninguém repare na sarcástica e poliglota trompetista com uma péssima permanente ao fundo da sala.

Mas há um aspeto da sua identidade de que só agora se apercebe e que não encaixa com a sua imagem cuidadosamente controlada: Robin gosta de raparigas.

Como poderá Robin ser ela própria na minúscula cidade de Hawkins, no Indiana? Ela está convencida de que a única maneira de experimentar a vida real é fugir para a Europa no verão — um projeto a que dá o nome de Operação Croissant. Só que não tem dinheiro, autorização nem ninguém com quem partilhar a aventura — e, na verdade, será preciso muito mais do que isso para escapar de Hawkins".

 

A Nuvem de Tinta publicou este livro a 27 de junho.

 

Stranger Things - Robin, a Rebelde.png

 

E, por fim, temos Procura-se Namorado, um romance contemporâneo adulto de Alexis Hall.

"PROCURA-SE:
Um namorado (falso)
Que seja praticamente perfeito

Luc O’Donnell, infelizmente, é famoso. Bom... mais ou menos. Filho de duas estrelas de rock, Luc não aprecia a atenção que as revistas lhe dão. Com o pai outra vez na ribalta, ele está sob os holofotes e, ao ser publicada uma fotografia sua comprometedora nos jornais britânicos, a sua reputação, já prejudicada, ameaça arruinar-lhe a carreira em ascensão.

Por isso, formula um plano: para limpar a imagem, só precisa de um namorado normal e bonzinho, e Oliver Blackwood é o mais normal e bonzinho que existe: é advogado, vegetariano e basicamente alérgico a qualquer tipo de escândalo. Noutras palavras, é o namorado perfeito. O problema é que, além de serem ambos gays, solteiros e precisarem de um acompanhante para um evento, Luc e Oliver nada têm em comum.

A solução é fingirem que namoram, até que a poeira dos media assente. Mas o problema com os namoros a fingir é que podem parecer-se muito com os namoros a sério".

 

A Desrotina Editora lançou este romance a 30 de junho.

 

Procura-se Namorado.png

 

 

E termino, assim, a wishlist relativamente aos lançamentos de junho em Portugal. O que acham destes títulos?

 

 

 

2 comentários

Comentar post