Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Wishlist: Setembro de 2022 (Portugal)

Wishlist Portugal.png

 

 

O regresso às aulas é sinónimo de rentrée literária. As editoras portuguesas estão, de facto, repletas de novidades no nono mês do ano!

 

Primeiro, temos Sem Amor, de Alice Oseman. "Nunca tive um fraquinho por ninguém.
Nem por rapazes, nem por raparigas, ninguém.
O que haverá de errado comigo?

Georgia nunca se apaixonou, nunca beijou ninguém, nunca teve um fraquinho, mas, como uma romântica obcecada por fanfics, tem a certeza de que um dia encontrará a pessoa certa.

Acabadinha de entrar na Universidade de Durham, em Inglaterra, na companhia dos seus amigos Pip e Jason, numa cidade que lhe é estranha e muito longe de casa, ela sente-se finalmente pronta para um relacionamento.

Mas quando o seu plano de romance causa estragos entre os seus amigos, Georgia acaba na sua própria comédia de erros digna de Shakespeare e, os seus sonhos e pesadelos, baralhados pela proximidade tensa com outra rapariga queer, vão causando inesperados estragos.

Estará destinada a ficar sozinha? Terá andado demasiado tempo à procura da coisa errada?

Sofrendo o enorme peso dos rótulos de assexualidade e arromanticidade, Georgia fica ainda mais incerta a respeito do que sente e começa a questionar por que razão, afinal, parece o amor ser tão fácil para os outros, se é tão difícil para ela.

Esta história sábia e calorosa sobre identidade e autoaceitação revela a imponente escrita de Alice Oseman numa jornada para aceitar que o amor verdadeiro não se limita ao romântico."

 

A Desrotina publicou este livro a 1 de setembro.

 

Sem Amor.png

 

Também pela Desrotina, a 1 de setembro, foi lançado Nick e Charlie, de Alice Oseman. "Nick e Charlie, as adoradas personagens de Heartstopper, estão numa encruzilhada, agora que Nick vai para a universidade.

Charlie: Namoro com o Nick Nelson há dois anos. Ele gosta de râguebi, de cães, do som que as canetas de feltro fazem no papel e de desenhar nos ténis. Além disso, gosta de mim.

Nick: As coisas que eu e o Charlie Spring fazemos juntos incluem: ver filmes, namorar, cozinhar, conversar, discutir, rir. Talvez sejamos um bocado aborrecidos. Mas, para nós, está ótimo assim.

Todos sabem que o Nick e o Charlie são o casal perfeito - são inseparáveis. Mas acontece que o Nick vai para a universidade no final do verão, enquanto o Charlie vai ficar no secundário. Todos andam a perguntar se eles vão continuar juntos, o que é uma pergunta verdadeiramente estúpida - afinal, eles são «o Nick e o Charlie»!

Mas a momento da despedida está inevitavelmente a aproximar-se, e ambos se questionam até que ponto será o seu amor suficientemente forte para sobreviver à distância.

Toda a gente sabe que o primeiro grande amor raramente dura para sempre…"

 

Nick e Charlie.png

 

 

A próxima novidade é a leitura de setembro do Read with Daniela, o meu clube de leituras. Em Blackout - O Amor Também Brilha no Escuro, de Dhonielle Clayton, Ashley Woodfolk, Angie Thomas, Nic Stone, Nicola Yoon e Tifanny D. Jackson, "estamos em Nova Iorque, em pleno verão, e uma onda de calor deixa a cidade às escuras. Mas enquanto a confusão se instala, outra energia começa a produzir faíscas...
É verão na cidade que nunca dorme. Uma onda de calor invade Nova Iorque, subitamente, e um apagão apanha todos desprevenidos: multidões invadem as ruas, o metro deixa de funcionar e há filas e filas de carros nas estradas. O sol põe-se e a escuridão abraça a cidade. Mas seis jovens casais começam a sentir outra espécie de eletricidade no ar…

Um primeiro encontro. Amigos de longa data. Ex-namorados cheios de ressentimento. Duas raparigas que parecem feitas uma para a outra. Dois rapazes que se escondem por detrás de máscaras. E um namoro onde as dúvidas não param de surgir.

Debaixo de um céu tão escuro quanto as ruas, numa cidade em que todos parecem estar perdidos, há 12 pessoas que se vão encontrar. Os sentimentos iluminam-lhes o caminho, as relações transformam-se, o amor ganha vida e surgem novas possibilidades - até ao maravilhoso culminar daquela noite, numa festa a céu aberto, em Brooklyn.

Envolvente, apaixonante e inesquecível, este romance interliga as histórias de seis casais, numa celebração de amor, esperança e força, pelas mãos de seis das mais aclamadas autoras YA da atualidade."

 

A Editorial Presença publicou este livro ontem, a 7 de setembro.

 

Blackout.png

 

 

A Presença, ainda a 7 de setembro, também lançou Antes que o Café Arrefeça: De Regresso a Tóquio, de Toshikazu Kawaguchi. "Que saudades todos tínhamos deste café… Se pudesse voltar ao passado, quem gostaria de encontrar? Estamos de regresso a Tóquio para mais viagens… no tempo.
Num pequeno beco da cidade, bem escondido, há um café centenário. Mas, diante de uma chávena de café bem quente, os clientes recebem muito mais: a possibilidade de viajar até ao passado.

Do autor de um dos maiores bestsellers internacionais dos últimos tempos, Antes Que o Café Arrefeça: De Regresso a Tóquio leva-nos de regresso ao lugar onde o passado pode, subitamente, ser diferente. Aqui, encontramos quatro novas personagens que procuram a magia do Café Funiculi Funicula: um homem que quer rever o melhor amigo, morto há vinte e dois anos; um filho que não pôde ir ao funeral da mãe; um homem que precisa de reencontrar a rapariga com quem não pôde casar; um detetive que quer dar um presente especial à sua falecida mulher. Mas lembrem-se: as viagens no tempo têm condições e riscos… E nada do que façam vai alterar o presente."

 

Antes que o Café Arrefeça De Regresso a Tóquio.

 

 

De seguida, temos Gallant, de V. E. Schwab. "O novo livro da autora bestseller V.E. Schwab segue o percurso de Olivia Prior, uma jovem que cresceu numa escola para raparigas e que tem no diário da mãe o único elo com o passado.
Quando recebe uma carta a convidá-la para visitar Gallant, uma mansão envolta em inúmeros mistérios, Olivia aceita, mas fica surpreendida ao perceber que, afinal, ninguém contava com a sua chegada.
Determinada em não abandonar o único sítio que a faz sentir-se em casa, Olivia fará tudo para revelar os segredos da mansão povoada por espectros e um primo hostil."

 

É publicado hoje, a 8 de setembro, pela Editora Minotauro.

 

Gallant.png

 

A seguir, temos algum um pouco diferente do costume, isto é, Heartstopper - Livro de Colorir, de Alice Oseman. "Recheado de ilustrações encantadoras da série bestseller Heartstopper, este livro de colorir único permite-te relaxar com o Nick, o Charlie e os amigos. Também inclui várias ilustrações exclusivas nunca antes vistas.

Rapaz conhece rapaz. Tornam-se melhores amigos. Apaixonam-se.

Heartstopper - Livro de Colorir contém todas as tuas personagens e cenas favoritas, como o primeiro beijo do Nick e do Charlie e a sua viagem a Paris, contando ainda com as aparições da Nellie, do Tao, da Elle, da Tara, da Darcy e muitas mais!

Apresentando alguns balões de fala vazios para preencheres com os teus próprios pensamentos criativos, e toda uma mini-BD da Tara e da Darcy para colorir no final, este livro tem algo para todos!

Celebra o poder do amor e da amizade, enquanto te envolve no mundo de Heartstopper de uma forma verdadeiramente interativa."

 

Também é publicado hoje, 8 de setembro, pela Cultura Editora.

 

Heartstopper - Livro de Colorir.png

 

Em Bolo Negro, de Charmaine Wilkerson, "os irmãos Byron e Benedetta não se veem há oito anos, mas a súbita morte da mãe obriga-os sentarem-se finalmente à mesma mesa. Eleanor deixou-lhes um bolo no congelador com a críptica instrução de que o deverão partilhar «na altura certa».
Para além do bolo, uma homenagem às origens caribenhas da família, há ainda uma longa gravação áudio que abre com uma revelação impensável: Byron e Benedetta têm uma irmã.
Este, porém, é apenas o primeiro dos muitos segredos que a mãe quer agora, depois de morta, revelar, na esperança de emendar alguns erros do passado.
Nesta estreia surpreendentemente madura, Charmaine Wilkerson explora com fina sensibilidade as questões difíceis da identidade pessoal e social, numa saga familiar intensa, que cruza o tempo e a geografia, fazendo-nos acreditar que é sempre possível regressar a casa."

 

A Porto Editora publica este livro hoje, a 8 de setembro.

 

Bolo Negro.png

 

 

O próximo elemento da lista é Quedas Felizes, de Evguénia Bielorrussets. «Publicados na Ucrânia em 2018, estes contos de natureza surrealista, escritos por uma conhecida fotógrafa, revelam as experiências de mulheres da região do Donbass. Muitas delas escaparam ao conflito separatista surgido em 2014 e vivem agora como refugiadas em Kiev. Os contos, etnográficos na perspetiva mas gogolianos no registo, gravitam em torno de desaparecimentos inexplicáveis, memórias recalcadas e fantasmagorias. Bielorrussets escreve com "profunda penetração sobre o efeito de acontecimentos históricos traumáticos nas fantasias […] da vida quotidiana" e evoca o humor fatalista das suas personagens marginalizadas. "Se tiveste a sorte de nascer aqui, aceita-la como se tivesse de ser assim."»

 

É também lançado hoje, pela Relógio d'Água.

 

Quedas Felizes.png

 

 

Em Liga às Tias, de Jesse Q. Sutanto, "o que acontece quando se mistura um assassinato (acidental) com uma festa milionária e uma antiga maldição de família? Liga às Tias, elas vêm em teu socorro!

Um encontro às cegas termina mal, muito mal, com um morto no porta-bagagens do carro de Meddy. Pragmáticas, inventivas e ferozmente protetoras uma das outras, a mãe e as tias organizam-se para se livrarem do corpo.

Infelizmente, o cadáver revela-se difícil de descartar, seguindo junto com o bolo de casamento para o resort onde vai decorrer a festa. As coisas vão de inconvenientes a angustiantes quando o grande amor de Meddy faz uma aparição surpresa em pleno caos.

Será possível escapar das acusações de assassinato, reconquistar o ex e ainda preparar um casamento deslumbrante no mesmo fim de semana?"

 

Será publicado pela Clube do Autor a 15 de setembro.

 

Liga às Tias.png

 

 

O próximo título da lista é O que Procuras Está na Biblioteca, de Michiko Ayoama. "Poucas pessoas sabem, mas no coração de Tóquio há uma pequena biblioteca comunitária, e ali trabalha a imponente senhora Sayuri Komachi. Dizem que tecla no computador a uma velocidade estonteante. Nos momentos mortos, com agulha e lã, constrói amorosamente pequenas figuras em feltro que oferece como brinde aos leitores - pode ser um pequeno avião ou um caranguejo, uma colher ou uma flor. Diz-se também que faz a mesma pergunta a todas as pessoas que entram na biblioteca: "O que procuras?"

A sua voz tem um estranho magnetismo, que leva os clientes a confessarem-lhe os seus sonhos mais secretos. Saem de lá com uma lista de livros, onde há sempre um título inesperado. Mais tarde, quando o leem, descobrem portas e janelas onde antes só viam paredes, encontram desvios, onde antes só viam obstáculos.

O Que Procuras Está na Biblioteca, o romance da premiada jornalista Michiko Ayoama, apresenta-nos as histórias de várias personagens cujo destino se vai ligando por fios quase invisíveis. Nelas revemos a nossa própria história, os nossos desejos por cumprir. E, tal como elas, percebemos que os livros são mágicos, têm o poder de abrir novos caminhos."

 

A Lua de Papel irá lançar este livro a 20 de setembro.

 

O que Procuras Está na Biblioteca.png

 

 

A seguir, temos uma novidade da secção infantojuvenil. Em O Livro dos Sonhos Roubados, de David Farr, "quando a Rachel e o Robert ajudam o seu pai bibliotecário a roubar um livro proibido, entram num mundo perigoso. Toda a gente quer apanhar O Livro dos Sonhos Roubados e, com o pai preso, eles são forçados a fugir. Desesperados por sobreviver, a Rachel e o Robert têm de esconder e proteger secretamente o Livro, e têm de procurar a misteriosa página desaparecida.

O cruel e calculista presidente Charles Malstain quer O Livro e irá fazer tudo ao seu alcance para o conseguir. Mas, quando as crianças descobrem a estonteante verdade sobre o Livro mágico, vão fazer de tudo para que ele não vá parar às suas mãos - porque, se for, ele pode governar para sempre.
Entra nas páginas de uma aventura imortal…"

 

Vai ser publicado pela Oficina do Livro a 20 de setembro.

 

O Livro dos Sonhos Roubados.png

 

 

O próximo livro é um dos grandes lançamentos do mês. Em Quando Danças com o Coração, de Nicola Yoon, "Evie tem um poder muito especial: consegue ver o que o futuro reserva, a cada um, no que toca ao amor. Mas e quando, finalmente, vir o seu?
Evie já não acredita no amor. Sobretudo desde aquela tarde em que estava a olhar para um casal a beijar-se e, subitamente, viu não só como começou a história deles, mas como iria terminar. Sim, todas as histórias de amor têm um fim, e muitas vezes é o nosso coração que se parte em mil pedaços.

Enquanto Evie tenta perceber o que lhe está a acontecer, dá por si no La Brea Dance Studio a aprender danças de salão com um rapaz chamado X. Ele é tudo o que ela não é: aventureiro, apaixonado, audaz. X tem uma filosofia de vida: dizer sim a tudo - incluindo entrar num concurso de dança com uma rapariga que acabou de conhecer.

Apaixonar-se por X não é, de todo, o que Evie quer. Se as visões que tem sobre o final das histórias de amor dos outros lhe ensinaram alguma coisa, foi isto: ninguém consegue escapar à dor, ninguém sai ileso. Mas quando Evie e X dançam juntos, se tocam e rodam na pista, entrelaçados, ela vê-se obrigada a questionar tudo o que pensava saber sobre a vida e o amor. Vale a pena correr o risco? Pode o amor ser a coisa mais preciosa - mesmo se não eterna - da vida, quando aprendes a dançar com o coração?"

 

A Editorial Presença irá publicar este livro a 21 de setembro.

 

Quando Danças com o Coração.png

 

Ainda pela Editorial Presença, a 21 de setembro, será lançado um webtoon coreano, Solo Leveling - Volume 1, de Chugong e DUBU (Redice Studio). "Um dia aconteceu: apareceram portais desconhecidos a ligar o nosso mundo a uma realidade totalmente extraordinária e alternativa, cheia de monstros e seres fantásticos… O seu objetivo? Matar humanos.

Era preciso atacar este novo perigo. Assim surgiram os Caçadores, humanos que foram «despertados» e ganharam poderes para enfrentar aquelas criaturas medonhas. Mas, entre estes, há um que se destaca e é conhecido como «o mais fraco de todos os caçadores». O seu nome é Seong Jinu, e a sua sorte está prestes a mudar: a incursão que tem pela frente devia ser fácil, mas torna-se um verdadeiro pesadelo…"

 

Solo Leveling Volume 1.png

 

 

A Livros do Brasil, a 22 de setembro, irá publicar um romance de um autor que ganhou o Prémio Nobel da Literatura. Em Crónicas do Lugar do Povo mais Feliz da Terra, de Wole Soyinka, "Numa Nigéria imaginada, um astuto empreendedor prospera vendendo partes de corpos para serem usadas em rituais. Quando o cirurgião Kighare Menka se apercebe de que o hospital onde trabalha se encontra no centro do fornecimento, decide-se a travar o macabro negócio. Recorre para isso ao seu antigo colega de escola, hoje um engenheiro reputado e bem-relacionado, Duyole Pitan-Payne, que está prestes a aceitar uma posição nas Nações Unidas, em Nova Iorque. Mas o caminho das investigações vê-se tragicamente barrado. Nem o doutor Menka nem Pitan-Payne imaginam quão próximo e quão poderoso é o inimigo que os ronda – e qual a extensão da teia que os circunda. Pérola literária com um engenhoso mistério para desvendar, recheado de ironia e crítica à corrupção política, social e religiosa, Crónicas do Lugar do Povo mais Feliz da Terra é um murro na mesa contra os abusos de poder, dado por um dos mais aguerridos ativistas políticos em África e um gigante da literatura mundial.
Um dos livros do ano para publicações como New York TimesThe Guardian e Time Magazine, o regresso de Wole Soyinka ao romance depois de quase 50 anos de interregno."

 

Crónicas do Lugar do Povo mais Feliz da Terra.png

 

 

E, por fim, temos Sobre Isto Ninguém Fala, de Patricia Lockwood. "Com este que é o seu primeiro romance, e que prenuncia uma carreira literária de grande fulgor no género, Patricia Lockwood foi finalista do Booker Prize, do Women’s Prize for Fiction e do Center for Fiction First Nov­el Prize de Nova Iorque nas edições do ano passado, vencendo, em 2022, o Dylan Thomas Prize, um dos mais prestigiantes prémios literários internacionais para jovens autores. Um dos melhores romances da literatura contemporânea - absolu­tamente atual, absolutamente original - Sobre Isto Ninguém Fala é um espelho em que nos vemos e um ponto de interrogação: haverá vida depois da internet?

Vídeos ridículos, memes delirantes, notícias falsas, fact-checking, comentários furiosos, opiniões sensatas, fotografias de gente feliz, atualidade política, gatos. Quando cruzamos a primeira página deste romance, a protagonista ganhou notoriedade devido aos seus posts numa rede social e viaja pelo mundo ao encontro de fãs apaixonados. Espaço virtual como espaço vital, sente-se totalmente absorvida pela nova linguagem e etiqueta daquilo que designa como «o portal» e debate-se com a convicção inabalável de que os seus pensamentos são agora ditados por um coro de vozes infinito.

Contudo, ameaças existenciais começam a ganhar forma - as alterações climáticas, a precariedade económica, a ascensão política de um «ditador» por nomear ou uma epidemia de solidão -, e ela e os seus posts lançam-se num salto cada vez mais fundo no vazio do portal: uma avalancha de imagens e palavras que se acumulam num ecrã pós-sentido, pós-ironia, pós-verdade, pós-seja-o-que-for.

De súbito, duas mensagens da mãe quebram o fluxo: «Tenho más notícias» e «Quão cedo podes vir para cá?» Quando a vida real e as suas exigências colidem com a índole cada vez mais bizarra do portal, esta mulher confronta um mundo que parece conter tanto uma abundância de provas de bondade, de empatia e de justiça, quanto uma torrente de indícios do contrário.

Com a forma curta e fragmentária do discurso online, Sobre Isto Ninguém Fala é ao mesmo tempo uma carta de amor ao scroll interminável e uma profunda e moderna meditação sobre o amor, a linguagem e as relações humanas, por uma nova e excecional voz da literatura americana."

 

A Bertrand Editora irá publicar este livro a 29 de setembro.

 

Sobre Isto Ninguém Fala.png

 

 

 

 

E, assim, termino esta wishlist. Que mês interessante, não acham?